Derrotado pelo Al Ahly, Palmeiras entra para a história do Mundial por feitos negativos; saiba quais

Nathalia Almeida
·1 minuto de leitura

No início da tarde desta quinta-feira (11), o Palmeiras decidiu o seu destino no Mundial de Clubes 2020, na disputa do 'protocolar' terceiro lugar da competição. No Estádio Cidade da Educação, o gigante paulista encarou o Al Ahly (EGI) e acabou derrotado nas penalidades por 3 a 2, após empate por 0 a 0 no tempo regulamentar. Rony, Luiz Adriano e Felipe Melo desperdiçaram suas cobranças.

O desfecho amargo e melancólico condiz exatamente com o que foi a participação do Verdão no Catar, ao ponto do time brasileiro estabelecer um feito negativo inédito na história do torneio em seu formato moderno: foi a primeira vez que o campeão da Libertadores se despediu do Mundial de Clubes sem conseguir fazer um gol sequer com a bola rolando.

FBL-QAT-CLUB-WORLD-CUP-AHLY-PALMEIRAS | KARIM JAAFAR/Getty Images
FBL-QAT-CLUB-WORLD-CUP-AHLY-PALMEIRAS | KARIM JAAFAR/Getty Images

Além disso, foi também a primeira vez na história do Mundial de Clubes moderno que o representante sul-americano terminou sua participação na quarta colocação, ou seja, trata-se do primeiro campeão de Libertadores a ficar de fora do pódio da competição. Um desempenho muito aquém do esperado e do imaginado pelo Palmeiras e seus torcedores, que gera reflexão e certamente preocupação para as decisões que ainda aguardam a equipe na temporada.