Após derrota, torcida do São Paulo protesta contra “time amarelão”

A derrota por 2 a 0 para o arquirrival Corinthians, em pleno Morumbi, neste domingo, pelas semifinais do Campeonato Paulista, enfureceu a torcida do São Paulo. Em frente ao portão principal do estádio, na Praça Roberto Gomes Pedrosa, centenas de membros da principal organizada do Tricolor, a Independente, entoaram cânticos contra os jogadores.

“Não é mole não, eu tô cansado de time amarelão”, gritaram os torcedores, impedindo a saída dos carros da Polícia Militar do estacionamento do estádio. A corporação, por sua vez, não agiu com violência, já que a manifestação foi pacífica.

Ao mesmo tempo em que lideranças da organizada conversavam com membros da PM, os protestos continuavam, inclusive, com apoio do torcedor “comum”: “Ooooo… Muito respeito com a camisa tricolor, filho da p…”.

O revés para o clube de Parque São Jorge foi o estopim da torcida, que já havia ficado impaciente após a derrota por 2 a 0 para o Cruzeiro, na última quinta-feira, também no Morumbi. Agora, a equipe treinada por Rogério Ceni – poupado nos protestos – se vê em complicada situação em ambas as competições, tendo que reverter as duas desvantagens por 2 a 0 na casa dos adversário.

Em meio à crise, o São Paulo será submetido a um processo de eleição nesta terça-feira à noite. O atual presidente, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, tentará um novo mandato contra o oposicionista José Eduardo Mesquita Pimenta. A Independente avisou que comparecerá no pleito a ser realizado no Salão Nobre do Morumbi.