Derrota para o Cuiabá escancara crise no "turbulento"Santos

·1 minuto de leitura


A fase do time do Santos é terrível. O Peixe não vence há seis partidas, acumula eliminações na Copa Sul-Americana, derrota no jogo de ida da Copa do Brasil para o Athletico-PR, e não supera ninguém no Campeonato Brasileiro desde a 14ª rodada.

O técnico Fernando Diniz está pressionado no cargo. Nos últimos seis jogos aconteceram quatro derrotas e dois empates. O time fez apenas quatro gols e sofreu 11. São 11% de aproveitamento nos jogos. O Santos está na 13ª colocação com apenas 22 pontos. Marcou 20 gols e sofreu 25.

"O torcedor está no direito de protestar. Nenhum torcedor está contente, eu não estou contente com a ausência de resultados. Os protestos são normais, esperados, o torcedor está certo de estar revoltado", disse o técnico, após a derrota para o Cuiabá.

Segundo apuração do Diário do Peixe, a forma que o time vem jogando e, principalmente, a falta de alternativas para resolver os problemas em campo, pesaram a favor da opção pela saída do treinador. As recentes decisões também foram consideradas erradas e refletiram nas derrotas.

+ Veja no aplicativo do LANCE! o resultado dos jogos da rodada

Até a partida contra o Cuiabá, o treinador comandou o Peixe em 27 jogos, com 10 vitórias, 7 empates e 10 derrotas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos