Dérbi: mosaico polêmico do Corinthians é substituído por ordem do Ministério Público de São Paulo

·1 minuto de leitura


O clássico entre Corinthians e Palmeiras, neste sábado (25), teve polêmicas antes mesmo da bola rolar. Antes da partida, imagens do mosaico da Neo Química Arena foram divulgadas na internet. No desenho que estampava a o setor Oeste da Arena, uma provocação. Desenhos de Edílson fazendo embaixadinhas com a bola e, ao lado, chutando Paulo Nunes, imagens em alusão à final do Campeonato Paulista de 1999.


CONFIRA A TABELA ATUALIZADA E SIMULE OS JOGOS DO BRASILEIRÃO DE 2021!

Entretanto, os mosaicos precisaram ser retirados e, para tirar a imagem, foram cobertos por um bandeirão da torcida organizada 'Gaviões da Fiel'.

A ordem para a retirada das imagens foi dada pelo Ministério Público e foi cumprida por ação da Polícia Militar.

O órgão alega que a provocação feita pela torcida do Corinthians pode incitar violência. O clube, segundo a Gazeta Esportiva, discordou da versão do Ministério Público. Mesmo assim, o Corinthians obedeceu à ordem e cobriu as imagens com o bandeirão da Gaviões da Fiel.

Neoquímica Arena - Corinthians x Palmeiras
Neoquímica Arena - Corinthians x Palmeiras

Bandeirão cobre mosaico (FOTO: Pedro Alvarez)

Outras provocações, porém, segue no estádio outra provocação. Uma faixa pequena exalta os dois títulos Mundiais conquistados pelo Corinthians, conquistas muito utilizadas para provocações e comparações entre os times.

Em março de 2021, pelo Paulistão, o mosaico relembrando a rivalidade nos mundiais, com os escritos 'Mundial 2000 - 2012' e 'nunca serão', tiveram suas retiradas ordenados pelo Ministério Público, mas Corinthians e Gaviões da Fiel não atenderam à ordem, fazendo com que um inquérito fosse aberto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos