Deprimido no Chelsea, Aubameyang tem chances de voltar à Espanha

Aubameyang está insatisfeito com a sua condição no Chelsea (GLYN KIRK / AFP)


O atacante Aubameyang estaria deprimido no Chelsea, segundo fontes próximas ao jogador revelaram ao "As". Nos últimos dias, o veterano entrou em contato com Xavi, treinador do Barcelona, afirmou estar com saudades do clube e da cidade e disse estar disposto a voltar a qualquer custo.

O treinador lhe pediu paciência até que haja uma definição em relação a situação de Memphis Depay. O atacante é um dos alvos do Atlético de Madrid desde que os colchoneros negociaram as saídas de Matheus Cunha e João Félix, e de uma equipe da Premier League. Em caso de saída, os blaugranas poderiam reabrir as portas para Aubameyang.

Contratado pelo Chelsea na última janela de transferências do verão europeu, Aubameyang estava nos planos de Thomas Tuchel, que o conhecia desde os tempos de Dortmund. No entanto, o treinador foi demitido dias após a chegada do novo reforço e o veterano perdeu espaço com a contratação de Graham Potter.

Sua saída aconteceu por conta da contratação de Robert Lewandowski, mas a situação não agradou a diretoria do Barcelona. No Camp Nou, o atacante era visto como a reposição ideal para o polonês, mas o clube catalão precisava se desfazer de atletas para liberar espaço na folha salarial da entidade.

Com a chegada de João Félix nos Blues, as oportunidades para Aubameyang devem ser menores pelos próximos seis meses. Na imprensa britânica, o Atlético de Madrid monitora uma possível chegada do centroavante, assim como a de Depay, para o restante da temporada por conta das poucas opções no sistema ofensivo da equipe de Simeone.