Depois de se demitir, Maradona decide voltar ao Gimnasia

O maior ídolo da Argentina foi convencido a voltar ao clube de La Plata
O maior ídolo da Argentina foi convencido a voltar ao clube de La Plata

Emoções. Muitas, muitas emoções. É o que Diego Maradona carrega consigo para onde vai: o sucesso pode ou não vir, mas a monotonia não tem espaço com ‘El Diez’.

E depois de ter anunciado a sua saída como treinador do Gimnasia y Esgrima de La Plata, o eterno ídolo argentino foi às redes sociais para dizer que seguirá no comando do clube inclusive para o duelo este domingo (24), contra o Arsenal de Sarandi, pelo Campeonato Argentino.

A saída de Maradona tinha razões políticas, uma vez que o presidente do clube, Gabriel Pellegrino, não seguiria no clube e o pleito estava marcado para o fim de semana. Mas a situação foi contornada e Pellegrino seguirá no Lobo. O retorno de Diego, contudo, também veio após uma intensa manifestação dos torcedores, que pediram incessantemente o seu retorno – mesmo com a campanha ruim do time, que briga contra o rebaixamento.

“Fico muito feliz em dizer que sigo como treinador do Gimnasia y Esgrima La Plata. Quero agradecer aos torcedores do Lobo e aos jogadores, porque finalmente conseguimos, entre nós, uma unidade política do clube. Espero que cumpram com os reforços que me prometeram. Agradeço pelas mensagens, pelo apoio, pela movimentação de ontem, com calor de 50 graus e ao garotinho que me pediu: ‘Volte, Diez’. Vamos Lobo, avante, Gimnasia!!!”, escreveu Maradona em post na sua conta de Instagram.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também