Depois de ano sem títulos, Corinthians se aproxima de primeira conquista da temporada

O Corinthians passou em branco em 2016 e terminou o ano em baixa, sem conquistar nenhum título. Já nesta temporada, apesar de não despontar entre os favoritos, o Timão está muito próximo de começar com o pé direito e de levantar o seu primeiro troféu, mas para isso, precisa superar a Ponte Preta na final do Campeonato Paulista.

O jogo de ida, marcado já para domingo (3), será disputado no Moisés Lucarelli, em Campinas, às 16h (horário de Brasília). No final de semana seguinte, as duas equipes voltam a ficar frente a frente novamente, desta vez na Arena Corinthians, e com casa cheia, para definir o vencedor do Paulistão.

Sem conquistar a competição de 2013, quando passou justamente pela Macaca nas quartas, pelo São Paulo na semi, e pelo Santos na grande final, o Timão pode chegar ao seu 28º titulo do Estadual se triunfar nesta temporada.

Pablo, Thiago Mendes e Wesley - Corinthians x São Paulo - 23/04/2017
 Rubens Chiri / saopaulofc.net

A equipe do Parque São Jorge tem um retrospecto geral favorável contra a Ponte, mas os atletas do elenco corintiano mantém os pés no chão e reconhecem a dificuldade de encarar o time de Campinas em um jogo decisivo.

"Sabemos da pressão que vai ser lá. Mesmo se não fosse final, sabemos que jogar lá é muito difícil. Sei como é. A concentração é o primeiro lugar, isso ajuda muito. O começo do jogo vai ser com uma pressão forte, a torcida vai apoiar. Temos de nos superar e manter a concentração lá em cima para não ter sofrer gols. Vamos entrar ligados", disse o zagueiro Pablo.

"Vai ser um jogo muito difícil, muito pegado. Vamos ter de deixar um pouco o cartão de lado. Se precisar fazer uma falta, vamos fazer. É final. O professor Fábio conversou conosco. Quem sair, tem o pessoal de fora trabalhando forte, que vai entrar e dar conta do recado. Batalhamos muito para estar onde estamos. Ainda não somos campeões, vamos manter a cabeça no lugar, pois vamos enfrentar uma equipe muito qualificada", disse o lateral Guilherme Arana em entrevista coletiva.