Demitido pela McLaren, Vandoorne assina com HWA na FE e forma dupla com Paffett em 2018/19

Redação GP
Grande Prêmio

Fora da Fórmula 1 após perder vaga na McLaren, Stoffel Vandoorne já deu um novo rumo para a carreira. O piloto belga foi anunciado na manhã desta segunda-feira (15) como piloto da equipe HWA na Fórmula E, já a partir da temporada 2018/19. Stoffel já era visto como objeto de consumo pela escuderia, que buscava alternativas para o companheiro de Gary Paffett, confirmado anteriormente.

Ao lado da HWA, Vandoorne passa a fazer parte da família Mercedes no automobilismo. A equipe virou representante única da marca prateada no DTM e, com tal status, ficou com a responsabilidade de iniciar a transição para a FE. A escuderia chega um ano antes do apoio de fábrica realmente começar, o que significa um ano de viés experimental com equipamento da Venturi.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio


"É uma honra assinar com a HWA para a FE", disse Vandoorne ao ser anunciado como novo piloto. "A HWA é uma equipe com uma história de tanto sucesso no automobilismo. Todo mundo que eu encontrei até aqui pareceu apaixonado por corridas. Além disso, é ótimo trabalhar ao lado de alguém tão experiente quanto o Gary Paffett. Tenho certeza de que vamos nos beneficiar um do outro ao longo da temporada. Somos todos novatos nesse campeonato e não tenho dúvida de que vai ser uma curva de aprendizado íngreme. Não vai ser fácil. Meu objetivo é ser competitivo no campeonato o mais cedo possível e deixar uma boa impressão", ponderou.


Vandoorne já está em Valência, palco dos testes de pré-temporada da FE. É lá que o belga vai ter o primeiro contato com o novo carro da categoria, o Gen2, antes de voltar as atenções ao GP dos Estados Unidos de F1.

Stoffel Vandoorne está de partida para a Fórmula E (Foto: McLaren)




Vandoorne chega ao grid da FE após curta passagem pela F1. O belga parecia capaz de se consolidar na categoria após levar o título da GP2 em 2015 com facilidade. Duas temporadas como titular na McLaren, todavia, serviram para minar o futuro: Stoffel pouco fez na disputa interna contra Fernando Alonso, afundando ao mesmo tempo que os britânicos sofriam para encontrar rendimento de pista. A decisão do espanhol de deixar a categoria parecia capaz de manter o piloto por mais um ano, mas a cúpula de Woking optou por formam uma dupla titular com Carlos Sainz Jr. e Lando Norris.

A temporada 2018/19 da FE começa em 15 de dezembro, data do eP de Ad Diriyah, na Arábia Saudita. Isso significa que, após o GP de Abu Dhabi de F1, Vandoorne vai ter uma pausa de apenas três semanas antes de embarcar na nova categoria.

Leia também