Demissão de Rogério Ceni do Cruzeiro foi ligada a uso da base, garante treinador

Futebol Latino
LANCE!


O técnico do Fortaleza, Rogério Ceni, fez uma revelação em entrevista coletiva quando comentou sobre qual o raciocínio que utilizou para montar a base do elenco que vem sendo bem-sucedida nos últimos anos.

Para ele, ao contrário do que poderia parecer depois de sua declaração afirmando que não via nenhum nome da base do Leão com condições nesse momento de integrar o plantel profissional, a forma como ele encara o aproveitamento de atletas mais jovens é bastante positiva.

Além disso, ele garantiu que um dos motivos que acabaram abreviando a sua passagem pelo Cruzeiro na temporada de 2019 foi justamente a sua intenção de integrar mais nomes da base ao elenco de cima:

- Eu me preocupo bastante. Tenho muito conhecimento da base. Tenho tanto conhecimento, que eu não vejo nenhum jogador da base para jogar no profissional. A base do Fortaleza não foi muito bem na Copa São Paulo, então deve ter ainda consertos, evoluções, melhorar a estrutura. Para que um dia possa revelar jogadores como outros clubes revelam.

- A minha relação com a base é superboa. Se a base tiver jogadores que atendam às minhas necessidades, eu vou utilizá-los. Quando estive no São Paulo, eu puxei todo mundo da base. No Cruzeiro, me mandaram embora porque eu queria usar a base. Eu não ligo para idade, eu ligo para o que o jogador produz. Eu sou um cara que usa bastante jogadores jovens, mas essa escolha está mais atrelada à qualidade e à competência dos jogadores.

Dando maiores detalhes sobre a questão de investimento, Rogério chegou a mencionar qual ele acredita ser o nível de aporte de clubes tradicionais no cenário nacional por revelarem atletas e qual seria a realidade que o clube do Pici poderia se encaixar nesse aspecto:

- Não é fácil revelar jogadores. É um investimento alto, o clube tem suas despesas para manter na Série A, se eu perder jogos, vão dizer que meu trabalho não é bom. Então, assim, tem uma série de coisas que enquanto clubes investem como o São Paulo, com R$ 25 a R$ 30 milhões de reais por ano, eu acho que o Fortaleza deve investir em torno de R$ 1,2 milhão. Por aí você vê como é mais provável que saia um jogador da base do Flamengo, do São Paulo. E muitos, ainda, quando fazem 16 anos, são captados daqui e levados para lá. O próprio empresário leva, se ele se destacar um pouquinho - agregou o treinador.













Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também