Demissão de Maurício Barbieri no Bragantino pode interferir no planejamento do Corinthians


A demissão de Maurício Barbieri no Red Bull Bragantino, confirmada nesta quinta-feira (10), pode interferir nos planos do Corinthians para a próxima temporada. Isso porque o Santos conversa para que o treinador dirija a equipe no ano que vem e pode, assim, ‘desistir’ de Juan Pablo Vojvoda, que é plano B do Timão, caso Vítor Pereira confirme a sua saída do clube alvinegro.

+ Barbieri é demitido após goleada: veja opções de técnicos brasileiros livres no mercado

Como em um efeito dominó, todas as peças estão interligadas. Vojvoda é o plano A do Peixe e B do Corinthians. O argentino, no entanto, segue no Fortaleza, onde tem contrato até o fim do ano e proposta de renovação já apresentada. A situação da equipe nordestina, inclusive, é parecida com a do Timão, pois eles querem a permanência do seu treinador, mas tem o planejamento para o ano que vem travado por conta da indefinição sobre o futuro do profissional.

Tanto o Santos, que é o principal interessado em Vojvoda, quanto o Corinthians, que ainda espera o sinal de VP, não vão apresentar propostas para o argentino antes do fim do Brasileirão. Mas ambos os clubes estão monitorando o técnico, que está ciente disso e não descarta mudar de ares na próxima temporada.

Juan Pablo Vojvoda - Fortaleza
Juan Pablo Vojvoda - Fortaleza

Vojvoda é alvo tanto do Santos, quanto do Corinthians (Foto: Divulgação)

O Peixe, por sua vez, não quer ficar refém de uma resposta de Vojvoda e já abriu conversas com Maurício Barbieri, antes mesmo da confirmação da demissão do profissional no Braga. As primeiras sondagens santistas a Barbieri já ocorreram há algum tempo, com o técnico, inclusive, perguntando para algumas pessoas próximas sobre o estilo de vida na cidade do Litoral Sul paulista.

No entanto, no início desta semana houve a primeira conversa direta entre Maurício e o presidente Santos Andres Rueda, por telefone. Antes, Rueda havia telefonado para Thiago Scuro, CEO do Bragantino, que já havia informado que Barbieri não ficaria no Massa Bruta no ano que vem. O desligamento, no entanto, foi antecipado por conta da goleada por 6 a 0 sofrida pela equipe de Bragança para o Fortaleza, na última quarta-feira (9).

O Timão espera que o Peixe evolua nas tratativas com Barbieri para que, assim, Vojvoda esteja sem assédio no caso do clube do Parque São Jorge decidir contratar o treinador argentino para 2023.

Por sua vez, para a diretoria santista a permanência de Vítor Pereira seria a melhor coisa, pois os corintianos não teriam motivos para buscar Vojvoda. O estafe do Peixe, inclusive, sabe que não tem o mesmo poderio de mercado que o Corinthians, em caso de competição pelo técnico do Fortaleza.

De todo modo, segundo informações obtidas pelo LANCE!, o Peixe está disposto a subir o crivo em relação a salário e acordos contratuais para ter Juan Pablo Vojvoda. O que os santistas estariam dispostos a oferecer, por exemplo, dobraria o salário do técnico em relação ao que ele ganha hoje. Por outro lado, os santistas sabem que se o Timão entrar no jogo a tendência é que o valor oferecido inicialmente já seja o triplo do que Vojvoda recebe no Leão do Pici, o que deixaria ‘desleal’ a briga pelo treinador.