Delegação do Boca Juniors passou fome na delegacia de BH? Veja as opções encontradas pelos argentinos

·1 minuto de leitura


Eliminado nos pênaltis para o Galo, o Boca Juniors deu adeus à Libertadores. Diante da briga generalizada nos corredores do Mineirão, os argentinos passaram a madrugada desta quarta-feira (21) na porta de uma delegacia da capital mineira. Durante as 12 horas de depoimentos, a delegação passou por um período de jejum e voltou a se alimentar pela manhã. A diretoria do Atlético Mineiro afirmou que se responsabilizou pelo pagamento de fianças.
+ Confira todos os resultados da Libertadores

Além disso, devido à detenção, a delegação argentina não pegou o voo de volta para Buenos Aires em Confins, que estava marcado para meia noite. Os responsáveis do clube tiveram de remarcar a viagem da equipe.

Sem o conforto do hotel em que estavam instalados, a delegação do Boca Juniors procurou abrigo dentro do ônibus da equipe. Na parte da manhã, uma funcionária do clube se encarregou de encerrar o jejum dos jogadores. Dentro do veículo, os argentinos tiverem um cardápio reduzido: cafés, sanduíches e frutas foram distribuídos.

Alimentados, partiram por volta das 12h para o Aeroporto de Confins, onde embarcaram rumo à Buenos Aires próximo às 16h.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos