Buffon critica imprensa e denuncia tentativa de desestabilizar a Juventus

EFE

Roma, 24 abr (EFE).- O veterano Gianluigi Buffon criticou nesta terça-feira alguns veículos da imprensa italiana por divulgarem notícias uma briga no vestiário da Juventus após a derrota para o Napoli no domingo, por 1 a 0, em Turim, resultado que reabriu a briga pelo título do Campeonato Italiano.

Segundo a imprensa local, o experiente goleiro teria tido uma forte discussão com o zagueiro marroquino Medhi Benatia. No entanto, Buffon afirma que as notícias são inventadas e têm como objetivo desestabilizar a Juventus na reta final do Italiano.

"É esse tipo de fofoca, obviamente inventada, que se origina nas derrotas de equipes que aparentemente não têm pontos fracos. Se busca desestabilizar a equipe, fazê-la perder a confiança e a união", afirmou o goleiro.

"Me parece lógico e necessário discordar (de meus companheiros) e é isso o que ocorreu. Mas ninguém, nos 17 anos que estou no clube, se atreveu a culpar um companheiro por uma derrota ou um erro. Enquanto eu for capitão, isso nunca ocorrerá", completou Buffon.

O goleiro da Juventus definiu Benatia como um "menino muito respeitoso" e ressaltou que a equipe deverá se manter concentrada para superar o momento ruim no Italiano e conquistar o título.

"Desperdiçamos cinco importantíssimos pontos de vantagem (sobre o Napoli) nos últimos dias, mas seguimos líderes, embora com uma margem mínima. Devemos defender a liderança até o final, é o nosso objetivo e o nosso dever", disse o experiente goleiro.

"Faltam 20 dias (para o fim da temporada) nos quais devemos entrar em campo com ferocidade e 'brutalidade esportiva', nos quais deveremos estar unidos. Se não for assim, favoreceremos o jogo de nossos adversários e de quem, em nossos momentos de dificuldade, tenta nos criar problemas, sem nunca conseguir", concluiu. EFE


Leia também