Definição de sede da Supercopa é prioridade na CBF; Brasília perde força

Assim como em 2020, Flamengo e Palmeiras decidirão a Supercopa do Brasil (Foto: Marcelo Cortes/CRF)


A 20 dias da Supercopa do Brasil, a CBF tem como prioridade definir a sede do jogo entre Palmeiras e Flamengo, marcado para o dia 28 de janeiro. A entidade voltou de recesso nesta segunda-feira e há a expectativa de resolução até, no mais tardar, sexta-feira, dia 13. As diretorias de Palmeiras, atual campeão do Brasileirão, e do Flamengo, vencedor da Copa do Brasil, farão parte da decisão.

As cidades de Recife, Salvador e Brasília são as alternativas trabalhadas pela CBF desde o fim do ano passado. Contudo, as invasões aos três poderes, neste domingo, e a decretação da intervenção federal na área de segurança pública do Distrito Federal até 31 de janeiro, a capital, tratada até então como a favorita para sediar a decisão entre paulistas e cariocas, perdeu força no páreo.

A Supercopa do Brasil voltou a ser organizada pela CBF entre 2020, reunindo os campeões da Série A do Brasileirão e da Copa do Brasil do ano anterior como abertura da temporada. Em 2020, o Flamengo venceu o Athletico, por 3 a 0, no Mané Garrincha, em Brasília.

Em 2021, no mesmo local, o Rubro-Negro bateu o Palmeiras, nos pênaltis, em decisão disputada sem público por conta da pandemia de Covid-19. Na última edição, em 2022, a sede da final entre Flamengo e Atlético-MG foi alvo de imbróglio e troca de acusações entre as diretorias. O Galo, nos pênaltis, levou a melhor no jogo na Arena Pantanal, em Cuiabá.