Decisivo, Pablo participa de um terço dos gols do São Paulo em 2020

Alexandre Guariglia
LANCE!


A vitória do São Paulo, sobre o Santos, no último sábado, no Morumbi, só não foi mais especial para Pablo, porque não havia torcida para festejar seus dois gols que viraram o placar sobre o rival. A performance eficiente e decisiva do camisa 9, porém, não é novidade na temporada. Seus números indicam participação direta em 33% dos tentos do time em 2020.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Paulistão clicando aqui

Embora no aspecto geral algumas de suas atuações tenham ficado abaixo da média ultimamente, o atacante é uma peça importante no elenco e tem mostrado isso em suas estatísticas neste ano. Mesmo tendo perdido a vaga de titular, ele se mantém entre os mais participativos da equipe em termos de gols, ou seja, com assistências ou colocando a bola na rede.

Até o momento, o São Paulo marcou 18 gols na temporada somando Libertadores e Paulistão. Pablo, por sua vez, marcou três tentos (um contra o Água Santa e dois contra o Santos) e deu três assistências para os companheiros (duas para Pato - Binacional e Ponte Preta, e uma para Hernanes - Ferroviária), ou seja, seis participações diretas em bolas na rede.






Nesse quesito, o camisa 9 tem números iguais aos de Alexandre Pato, que tem seis participações (quatro gols e duas assistências) e fica à frente de Daniel Alves, que entra no ranking com cinco gols marcados. Esses dados corroboram com a fala de Fernando Diniz em entrevista ao SporTV após a o clássico do último sábado. Nela o técnico diz que Pablo estava merecendo os tentos.

- Mais do que precisando, ele estava merecendo. O Pablo está fazendo uma boa temporada. Ele está entre os que mais deram assistência, está jogando bem na maioria dos jogos. É que ele ficou marcado pelos gols perdidos no jogo da altitude. Mas está fazendo uma boa temporada, por isso que temos de trabalhar internamente. Temos de falar com o jogador, não desistir, pois no momento certo as coisas acabam acontecendo. E hoje ele acabou nos premiando com a vitória e os dois gols que fez - avaliou o comandante.

Na tabela de assistências em comparação com o restante do elenco, Pablo (três assistências) só perde para Vitor Bueno, que deu quatro passes para gols de companheiros nesta temporada. Mesmo entrando no segundo tempo, o centroavante foi quem mais finalizou no time, com cinco (quatro certas e uma errada), ou seja, a cada dois chutes certos, marcou um gol no Santos.

A importância da volta da confiança de Pablo e seu poder de finalização pode resolver um problema recorrente do São Paulo com Diniz, que é a quantidade de chances desperdiçadas. Nos últimos dois jogos essa tendência parece ter sido sanada, a busca agora é para manter essa eficiência para continuar aliando resultado e desempenho, como quer o treinador tricolor.

Sem o jogo contra o River Plate na próxima terça-feira, adiado por conta do surto de coronavírus, o São Paulo volta a campo no próximo sábado, contra o Red Bull Bragantino, pela 11ª rodada do Paulistão-2020, caso não haja alterações no calendário do estadual, por motivos de saúde pública. O elenco se reapresenta para treinar nesta terça-feira, no CT da Barra Funda.

Ranking de participações em gols do São Paulo em 2020:

Alexandre Pato - 6 (4 gols e 2 assistências)
Pablo - 6 (3 gols e 3 assistências)
Daniel Alves - 5 (5 gols)
Reinaldo - 4 (2 gols e 2 assistências)
Vitor Bueno - 4 (4 assistências)
Igor Gomes - 1 (1 gol)
Hernanes - 1 (1 gol)
Arboleda - 1 (1 gol)
Brenner - 1 (1 gol)



















Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também