Decisão da Supercopa do Brasil trará teste no VAR; ex-árbitros opinam ao L!

Palmeiras e Flamengo disputarão sábado título  (Fotos: Cesar Greco / Palmeiras e Gilvan de Souza / Flamengo


A disputa de Palmeiras e Flamengo pela Supercopa do Brasil de 2023 trará uma inovação na arbitragem. A CBF confirmou na última terça-feira (24) que fará um teste nas linhas do VAR. De acordo com o "Metrópoles", quando houver sobreposição, mesmo que mínima, entre a linha do último atacante e do penúltimo defensor, a jogada será considerada legal.


A observação do VAR também será exibida em tempo real nos dois telões do Estádio Mané Garrincha. A novidade trouxe boa repercussão entre os ex-árbitros.

+ E se a Supercopa do Brasil não tivesse parado? Veja duelos que teriam acontecido

Comentarista da Rádio Itatiaia, Márcio Rezende de Freitas apontou ao LANCE! como a novidade pode contribuir para o jogo transcorrer.

- A arbitragem ia pelo "olhômetro" para indicar se o jogador estava na mesma linha de impedimento. Assim que surgiu o VAR, passaram a surgir alguns impedimentos que eram de centímetros. Esse teste na Supercopa vai "acabar" com a mesma linha - e destacou:

- Quando a linha vermelha estiver encostada na azul, automaticamente se torna verde e é um lance legal. Naturalmente, não será engrossada a linha. É só para evitar que aqueles impedimentos milimétricos, sejam marcados - completou.

Aos olhos do ex-árbitro, a alteração tende a favorecer o espetáculo.

- Quanto mais gols acontecem, é melhor para a partida. A forma como utilizavam o VAR estava retirando gols por muito pouco. Quem ganha com isso, é o ataque - afirmou.


O ex-árbitro Alfredo Loebeling também exalta o teste que será feito na decisão da Supercopa do Brasil. Porém, faz ressalvas à conduta da arbitragem no país.

- Qualquer teste é importante e muito bem-vindo. Mas não vejo o menor sentido em começar a testar se a CBF não usa o VAR conforme os protocolos da Fifa exigem. Além de fazer teste, há outras coisas para serem ajustadas também, senão a arbitragem brasileira continuará muito abaixo - afirmou.


Loebeling apontou como as linhas têm chance de trazer impacto na partida entre Palmeiras e Flamengo.

- Os impedimentos de poucos centímetros tendem a deixar de ser marcados. Isso é uma forma de agilizar a permitir que haja mais gols. Agora, trata-se de um teste. É essencial que se passe uma transparência - disse.

Aos seus olhos, o teste no VAR traz boa perspectiva. Porém, ainda é necessária uma guinada.

- O objetivo tem de ser pensar no torcedor, no espetáculo. Os clubes também têm de enxergar o futebol como produto e exigir uma arbitragem de qualidade - finalizou.