Decisão da audiência de Miranda na Conmebol ainda não foi divulgada; Vasco diz confiar no atleta

·2 min de leitura


O Vasco informou, na tarde desta sexta-feira, que a audiência preliminar do zagueiro Miranda com a Unidade Disciplinar da CONMEBOL foi realizada na última quinta. De acordo com o clube carioca, até o momento nenhum decisão foi comunicada pela entidade sul-americana. Cruz-Maltino reiterou que acredita na palavra do atleta, que garantiu não ter ingerido canrenona, um diurético proibido pelos regulamentos antidopagem.


Confira o posicionamento do Vasco sobre o caso

O Vasco da Gama informa que a audiência preliminar do zagueiro Miranda com a Unidade Disciplinar da CONMEBOL foi realizada na última quinta-feira (09/9) e até o momento nenhuma nova determinação foi comunicada.

O Clube reitera que confia na palavra do atleta e continuará dando todo suporte ao mesmo durante o processo, acompanhando de perto sua defesa.


Entenda o caso do zagueiro Miranda

Na última semana, a Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) divulgou que o zagueiro Miranda, do Vasco, foi flagrado em exame antidoping realizado pela Conmebol. Segundo a informação, a substância encontrada no exame do atleta foi a canrenona, um diurético proibido pelos regulamentos.

Vale destacar que o exame foi realizado na partida contra o Defensa y Justicia, em São Januário, pela volta das oitavas de final da Sul-Americana, no dia 3 de dezembro de 2020. Após a informação ser divulgada, o Vasco afirmou que foi notificado em junho, mas que o jogador tem condições legais de aturar, o que aconteceu na última segunda-feira, contra o Avaí, na Ressacada.

A audiência preliminar foi realizada nesta última quinta e o clube aguarda uma nova determinação ser divulgada. O jogador segue treinando normalmente no CT Moacyr Barbosa com o elenco vascaíno, que aguarda a chegada de seu novo treinador: Fernando Diniz. O Vasco volta a campo na quinta, diante do CRB, às 19h, no Rei Pelé, pela 24ª rodada da Série B.

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

- Ao ser notificado do fato, em junho, o Departamento de Futebol do Vasco procurou o atleta e o mesmo garantiu que não ingeriu a substância diurética. O Clube, portanto, confia na palavra de Miranda e continuará dando todo suporte ao mesmo durante o processo, acompanhando de perto, inclusive, sua defesa. Embora o Vasco tivesse conhecimento do fato desde junho, também sabia que o resultado da contraprova seria notificado apenas no início de setembro. Após o resultado, a Unidade Disciplinar da Conmebol agendou audiência preliminar para esta terça-feira (07/09) (foi remarcada e aconteceu no dia 09/09) - afirmou o Cruz-Maltino na época em que o exame foi divulgado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos