Debutante em time grande, Wellington Rato diz que pressão é 'combustível para vencer no São Paulo'

Rato posa com a camisa 27 ao lado do presidente Julio Casares, nesta sexta (Foto: Reprodução)


Aos 30 anos, Wellington Rato foi apresentado oficialmente pelo São Paulo para 2023. Por R$ 5 milhões, o jogador deixou o Atlético-GO, onde se destacou no ano passado, para ter pela primeira vez na vida uma experiência em um time grande do futebol brasileiro. Mas isso passa longe de deixá-lo assustado. Preparado para o desafio, garante que a pressão no Morumbi servirá de combustível.

- Acho que vai ser combustível para você, porque chegar num clube desse tamanho. Espero poder construir uma boa trajetória e ser muito feliz aqui no São Paulo.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.


+ Lucas Lima, Pato e outros: listamos 15 jogadores brasileiros famosos que estão sem time
+ Confira as principais negociações do futebol nacional no Mercado da Bola do L!

A chegada ao Tricolor acontece exatos três anos depois de um momento marcante para Rato. Desiludido, como ele mesmo define, pensou em abandonar a carreira. Mas mudanças espirituais lhe guiaram para um recomeço que parece ter sido enfim coroado.

- Essa transformação que mudou a minha vida. Final de 2019 fui para o Ferroviário para disputar o cearense e vi aquilo ali como uma oportunidade. Depois tive a chance de ir para o Atlético-GO, Série A. Fui para o Japão, voltei, fiz 15 gols num campeonato.

Até para provar a si mesmo da sua capacidade, Rato não hesitou em nenhum momento de jogar pelo Tricolor. Deixou claro durante as negociações e agora que o Morumbi era o destino em que queria estar.

- Só pelo fato da grandeza do clube, com histórico, títulos e não tem o por que em pensar em vestir essa camisa. Quando vaio esse interesse, eu passei a buscar a história do clube. Feliz e honrado em vestir essa camisa. A ligação do presidente me deixou tranquilo para tomar essa decisão. Esperamos um ano feliz para conquistarmos muitos títulos nesse ano.

E é com essa vontade e simplicidade que Rato espera conquistar a torcida como conquistou o elenco são-paulino. Laureado pelos colegas, sua apresentação contou até mesmo com a presença do atacante Luciano, um dos nomes mais idolatrados pela torcida, que perguntou o que todo mundo queria saber: por que homenagear o roedor no nome?

- Desde a chegada no Rio meu irmão no Audax me chamava de Rato. Ele saiu e continuou o Rato. Valeu, Luciano (risos).

> Confira jogos, classificação e simule os resultados do Paulistão-23