De volta ao Brasil? Dentinho se despede do Shakhtar

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Dentinho deixa o clube ucrâniano após 10 anos. Foto: Diego Souto/Quality Sport Images/Getty Images
Dentinho deixa o clube ucrâniano após 10 anos. Foto: Diego Souto/Quality Sport Images/Getty Images

Depois de dez anos jogando na Ucrânia, o atacante brasileiro Dentinho está deixando o Shakhtar Donetsk. O anúncio foi feito pelo clube do leste europeu em seu site oficial nesta segunda-feira (8).

Com contrato até dezembro, o jogador que foi revelado pelo Corinthians, não terá extensão do vínculo e fica livre para negociar com clubes interessados em seu futebol.

Leia também:

Dentinho surgiu na base corintiana e brilhou principalmente em 2009 quando formava trio de ataque com Ronaldo e Jorge Henrique. Superou os 100 jogos com a camisa alvinegra e acabou negociado por cerca de 7,5 milhões de Euros.

Essa ligação com o Timão faz com que seu nome já seja ventilado para um possível retorno, ainda mais depois da chegada de jogadores com histórico pelo alvinegro como Renato Augusto, Willian e o recente acordo com Paulinho que deve fazer parte do elenco corintiano em 2022.

Passagem vitoriosa no Shakhtar

O brasileiro chegou ao clube em 2011 e já marcou logo na estreia contra o Obolon, na Donbass Arena, casa do Shakhtar.

Apesar de ficar um ano fora, quando em 2013 acabou emprestado ao Besiktas da Turquia, ele conquistou 16 troféus pelo time ucraniano. 

Foram seis campeonatos nacionais, cinco copas e cinco Supertaças da Ucrânia. O brasileiro vestiu a camisa do Shakhtar em 197 partidas, onde marcou 29 gols e se juntou aos 50 maiores artilheiros da história do clube.

O jogador também tem como marca fazer gols históricos no clube por onde passa. No Corinthians fez o gol 10.000 da história do clube, contra o Santo André, na Arena Barueri e no Shakhtar fez o tento de número 1.200 do clube ucraniano quando ganhou até um bolo como agradecimento dos torcedores.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos