De novo? Mexicano tenta entrar no estádio com bebida alcoólica usando 'migué' de 2018

Policial do Catar flagrou um mexicano que tentou entrar com um binóculo falso no estádio. Essa prática é uma forma de tentar burlar proibição de consumo de bebidas alcoólicas no Catar (Reprodução/Twitter)
Policial do Catar flagrou um mexicano que tentou entrar com um binóculo falso no estádio. Essa prática é uma forma de tentar burlar proibição de consumo de bebidas alcoólicas no Catar (Reprodução/Twitter)

Na Copa do Mundo do Catar a venda de bebidas alcoólicas está proibida em diversas espaços, incluindo nos estádios. Mesmo com essa proibição, alguns torcedores tentam dar aquele "migué" e entrar com a birita. Um mexicano tentou fazer isso, mas foi barrado por um dos seguranças do estádio.

Segundo o vídeo que viralizou nas redes sociais, um mexicano tentou entrar com bebida alcoólica dentro de um binóculo, que é muito utilizado em estádios da Copa principalmente entre os torcedores que ficam nas partes superiores do estádio.

Leia também:

Só que o agente de segurança percebeu o "migué". Ao inspecionar o binóculo, percebeu que em uma das entradas para o olho havia uma tampa. Ou seja, o binóculo era um cantil. No vídeo não dá para ter certeza se havia bebida alcoólica dentro do objeto.

Esse mesmo truque foi usado na Copa do Mundo da Rússia, em 2018. Em algumas cidades-sede houve a proibição da venda de bebidas alcoólicas nos estádios e no entorno dos palcos das partidas. Muitos torcedores, incluindo mexicanos e colombianos, buscaram formas de burlar a medida restritiva.

O binóculo, em 2018, foi usado pelos colombianos. E logo viralizou pelas redes sociais. No entanto, para um trabalhador colombiano o truque acabou se transformando em um pesadelo. Ele foi demitido de uma das empresas de aviação do país, sob argumento de que estava desrespeitando a lei russa.

Proibição de bebidas alcoólicas

A liberação da venda de bebidas alcoólicas foi uma "guerra de braço" que a Fifa perdeu. Dias antes da abertura do torneio, a família real do Catar decidiu que não haveria a venda no país. O único lugar em que torcedores podem tomar uma cervejinha é na Fifa Fanfestival, entre 19 e 01h. E um copo de 500ml custa R$75, o que faz do Catar o país com a cerveja mais cara da história das Copas.

"Após discussões entre as autoridades do país e da Fifa, uma decisão foi tomada sobre a venda de bebidas alcoólicas no Fifa Fan Festival, outros destinos de fãs e locais licenciados, retirando pontos de vendas de cerveja no perímetro dos estádios da Copa do Mundo de 2022. (...) As autoridades do país e a Fifa continuarão a assegurar que os estádios e as áreas em volta apresentem uma experiência participativa, respeitosa e prazerosa para todos os fãs", informou parte da nota.