Danilo, sobre Brasil x Argentina: 'Todo mundo sabe que os quatro atletas jogavam na Inglaterra'

·2 minuto de leitura


Por mais que a Seleção Brasileira já volte suas atenções para o confronto com o Peru, nesta quinta-feira, pela décima rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo, o imbróglio sobre o confronto com a Argentina continua em evidência. Designado para conceder entrevista coletiva nesta terça-feira, o lateral-direito Danilo falou sobre a suspensão da partida na Neo Química Arena aos cinco minutos.

- Todo mundo sabe que aqueles quatro jogadores atuam na Inglaterra, todo mundo sabe da proibição que tem nesse acordo entre Brasil e Reino Unido. Isso não é segredo para ninguém, isso está claro, isso é o que tínhamos acesso - e pontuou:

- A partir daí, ação dos órgãos responsáveis não tínhamos acesso, não estávamos preocupado, não interferia no nosso trabalho, tanto que a gente não quis saber. Tanto que em nenhum momento tivemos o sentimento de que o jogo não aconteceria, em nenhum momento passou pela nossa cabeça. Sempre tivemos convicção de que teríamos de estar focados. Sobre minha opinião pessoal é indiferente. O departamento jurídico da CBF, a Fifa, todos os órgãos responsáveis têm as provas para tomarem a melhor decisão, minha opinião não cabe. Cabe cumprir a lei, tudo o que estiver lá no papel registrado, observando provas e o que estiver nos indícios - completou.

O lateral contou como foi passar pela mudança de rota em torno do confronto.

- Foi uma situação inusitada, incomum, mas gente procurou passar da maneira mais descontraída possível, pois não tínhamos controle nenhum sobre aquilo. Estávamos disponíveis para a partida com uma motivação elevada, bem concentrado. Procuramos ficar tranquilos - e falou sobre a confirmação de que a partida não aconteceria:

- Depois veio o treino, no qual descontraímos, brincamos, procurei me destacar bastante para ter um benefício e ficar mais relaxado. Em torno de nós estava uma carga emocional de decisões que não cabia a nós - complementou.

O jogador da Juventus agora exige uma mudança de foco.

- Tem que passar a página. Pensar no treino de hoje, na preparação para o jogo com o Peru. Vamos olhar para passo adiante. Nada antes, nada depois. Foram muitos Brasil e Peru e apesar da gente ter vencido a maioria sempre foram jogos não fáceis. Existe quebra-cabeça tático, porque além de serem aguerridos taticamente são muito bem organizados, têm jogadores de bom pé. Dificultam nosso jogo - afirmou.

A Seleção volta a treinar nesta terça-feira, às 15h30, no CT Joaquim Grava. O Brasil enfrenta o Peru nesta quinta-feira (9), às 21h30, na Arena Pernambuco.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos