Danilo correu risco de ter perna amputada, revela médico do Timão

A lesão do meia Danilo, do Corinthians, foi mais grave do que muitos imaginavam. O jogador correu o risco de ter a perna amputada, revelou o consultor médico do clube, Joaquim Grava, nesta terça-feira.

Em agosto do ano passado ele teve fraturas na tíbia e na fíbula da perna direita durante treinamento Afastado há sete meses, o veterano já treina com bola, mas ainda não tem contato com os companheiros. A expectativa é de que ele volte a ficar à disposição do técnico Fabio Carille no próximo mês.

– A fratura do Danilo foi considerada grave. Teve lesão da artéria, que é importantíssima, e uma compressão do nervo, que dá toda a parte motora, a movimentação e a sensibilidade no pé. Ele ficou internado 30 dias só com a equipe de dor, por causa da dor intensa que sentia. Existia um receio de que a fratura nem fosse recuperada. Teve risco de perder o membro – disse Joaquim Grava, em entrevista à Rádio Jovem Pan.

Contudo, de acordo com Grava, a possibilidade de amputação do atleta de 37 anos foi descartada no dia seguinte à lesão.

Multicampeão pelo Corinthians, Danilo está no clube desde 2010 e tem contrato até o fim desta temporada.







E MAIS: