Daniel Alves ultrapassa Rivellino e se torna o terceiro jogador com mais partidas pela Seleção Brasileira

·1 min de leitura
Jogador lidou com lesão e saída conturbada do São Paulo neste período (Foto: Lucas Figueiredo / CBF)


Apesar do empate da Seleção Brasileira diante do Equador, nesta quinta-feira, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022, o lateral Daniel Alves tem motivos para sorrir. Aos 38 anos, o jogador do Barcelona fez história mais uma vez e se tornou o terceiro jogador com mais partidas com a camisa do Brasil.


O camisa 13 chegou ao número de 121 partidas com a camisa da Seleção Brasileira, deixando para trás o tricampeão mundial Rivellino, que tem 120. O ala agora está atrás apenas de outros dois ex-companheiros de posição: Cafu, com 150 partidas, e Roberto Carlos, com 132 jogos.

+ Tabela das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022

Daniel Alves começou a partida contra os equatorianos no banco de reservas, mas entrou aos 33 minutos do primeiro tempo. Com a expulsão de Emerson Royal aos 19 minutos, o lateral substituiu Philippe Coutinho, recompondo o sistema defensivo.

+ ATUAÇÕES: Casemiro e Fred se destacam no meio; expulso, Emerson Royal leva a menor nota da Seleção

No currículo, Dani tem as conquistas de duas Copas Américas (2007 e 2019), além de duas Copas das Confederações (2009 e 2013) com a Seleção principal. No ano passado, ele foi campeão olímpico na Tóquio-2020.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos