Daniel Alves, sobre goleada em reencontro: 'Preferi guardar a felicidade para mim'

A última terça-feira marcou o primeiro duelo de Daniel Alves contra seus antigos companheiros do Barcelona. Melhor para o lateral: vitória por 3 a 0, em casa

Após oito anos atuando pelo Barcelona, Daniel Alves esteve do outro lado do campo na última terça-feira, quando a Juventus goleou os catalães por 3 a 0, em Turim, pela ida das quartas de final da Liga dos Campeões. O lateral-direito teve boa atuação contra seus ex-companheiros, mas a comemoração foi comedida. Ele explica o motivo:

- É uma sensação estranha enfrenta-los. Penso que só queria fazer meu trabalho e ajudar minha equipe. A alegria dos meus companheiros atuais é a mesma que a minha, mas a também sinto a tristeza dos meus ex-companheiros. Preferi guardar a felicidade para mim. Sobretudo por respeito a tudo que vivi (no Barcelona) - disse o camisa 23, completando sobre o resultado acachapante:

- Para conseguir algo, tem que crer. Tem que trabalhar duro e fazer as coisas bem, tínhamos uma equipe muito boa diante da gente. Penso que mostramos uma versão nossa que é quase a perfeição. Creio que é mérito nosso, quando as coisas não funcionam, a gente põe o foco sobre os erros do perdedor e não em elementos positivos do conjunto que chegou à vitória. Nossa intensidade fez que o Barça não tivesse espaços e não pudesse controlar o jogo. Não foi demérito do Barça, foi mérito nosso.

- Penso que nossa intensidade foi a chave. No jogo e no contexto defensivo. Nossa defesa gera poucos espaços ao time contrário, penso que o Barça sem espaços é uma equipe mais vulnerável. Voltamos com uma grande vantagem, obtivemos um bom resultado e estamos contentes por não levar gols - concluiu a análise.

O jogo da volta, marcado para o Camp Nou, será realizado no dia 19. Caso queira passar de fase, o Barcelona precisará de mais uma virada épica - um pouco menos acentuada do que contra o Paris Saint-Germain (6 a 1 após levar 4 a 0 em casa). Um eventual gol da Juventus faria com que o Barça precisasse de cinco, por exemplo. A aguardar.







E MAIS: