Daniel Alves se explica após ser acusado de assédio sexual em boate: 'Estava dançando'

Daniel Alves durante jogo pela Seleção Brasileira em 2022 (Foto: Masashi Hara/Getty Images)
Daniel Alves durante jogo pela Seleção Brasileira em 2022 (Foto: Masashi Hara/Getty Images)

Após ser acusado de assédio sexual em uma boate de Barcelona, Daniel Alves foi à imprensa espanhola explicar a situação. Ao programa 'Y ahora Sonsoles', o jogador de 39 anos confirmou que estava no local descrito pela mulher que o denunciou, mas negou a ter tocado sem permissão.

- Sim, eu estava naquele lugar, com mais gente, curtindo. E quem me conhece sabe que eu amo dançar. Eu estava dançando e curtindo sem invadir o espaço dos outros. Eu não sei quem é essa senhora. Nunca invadi um espaço. Como vou fazer isso com uma mulher ou uma menina? Não, por Deus - comentou Daniel.

No dia 31 de dezembro, o jornal "ABC" noticiou que Daniel Alves teria sido acusado de assédio sexual por uma mulher, em uma festa. Segundo o veículo, a mulher afirmou que Dani Alves teria a tocado sem permissão e colocado a mão por dentro das roupas da moça, que acionou a polícia catalã.

Ao LANCE!, a assessoria de Daniel Alves também negou o ocorrido e afirmou que já estaria 'tomando as medidas cabíveis contra as acusações'. O lateral-direito jogou a última Copa do Mundo pela Seleção Brasileira e atualmente tem contrato com o Pumas, do México.