Daniel Alves deveria permanecer na lateral do São Paulo, e nós explicamos o porquê disso

Thomas Savoia
·2 minuto de leitura

O jogador com mais títulos na história do futebol é também o melhor lateral-direito do mundo. Daniel Alves mostra que joga com classe mesmo na lateral do campo onde pode ter outras características além de só chegar à linha de fundo e cruzar para seus companheiros. O camisa 10 do São Paulo vem jogando como ala desde a vitória contra o Palmeiras em que Igor Vinícius sentiu dores musculares e por isso Daniel atuou na lateral do campo.

No jogo de estreia na Libertadores, o 'Good Crazy' atuou novamente como ala e foi um dos destaques da partida em que o São Paulo venceu o Sporting Cristal por 3 a 0 fora de casa. O perfil oficial do torneio elogiou a atuação do jogador de 37 anos:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Em 90 minutos, Dani Alves teve 95,1% de precisão de passes (foram 58 completos). O número de recuperações também chamou a atenção: 12 vezes.

O técnico Hernán Crespo também elogiou seu jogador após a partida durante uma entrevista coletiva e ao que tudo indica, ele vai continuar na posição onde se consagrou no futebol mundial.

"Acredito que Daniel Alves é um craque, pode jogar em todas as posições. Neste momento, a equipe precisa dele na lateral, e ele está fazendo muito bem. Então, pensamos que ele pode ficar tranquilamente ali", afirmou Crespo

Vale lembrar que o atleta já demonstrou interesse em disputar a Copa do Mundo de 2022 no Catar e afirmou que vai conseguir estar jogando em alto nível até lá. Mas para isso, ele precisará voltar a atuar na beira do gramado, posição onde conquistou tudo que era possível no futebol.