Daniel Alves bate o recorde de Djalma Santos como brasileiro mais velho convocado a uma Copa

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Nome mais discutido na lista de convocados por Tite para a Copa do Mundo, Daniel Alves será o jogador brasileiro mais velho na história do torneio. O lateral do Pumas (MEX) tem 39 anos.

A marca pertence atualmente a Djalma Santos. Ele enfrentou a Hungria, no Mundial de 1966, aos 37 anos.

Sem atuar no futebol mexicano e mantendo a forma física no Barcelona B, Alves foi o nome que mais provocou controvérsia na lista de Tite.

"Infelizmente não estamos aqui para agradar todo mundo nem é meu objetivo. Mas estamos aqui para não falhar com aqueles que confiam na nossa entrega, na nossa dedicação, no amor que sentimos pelo esporte, no amor que sentimos por esta camisa, no amor que sentimos poder lograr grandes coisas com esta camisa. Assim foi toda a minha vida", disse ele em vídeo divulgado após a convocação.

Será a terceira Copa de Daniel Alves. Ele esteve na África do Sul em 2010 e no Brasil, em 2014. Era nome certo na Rússia, há quatro anos, mas sofreu lesão no joelho direito.

Na época, Tite lhe disse que se estivesse em boas condições físicas, seria convocado para o Mundial no Qatar. Cumpriu.

"Quatro anos atrás estávamos aí na mesma situação e acabou por causa de uma lesão grave, ficando de fora. As lágrimas naquele dia eram de tristeza e hoje elas são de alegria", completou.

Se Daniel Alves é o veterano, os mais jovens na convocação de Tite são Rodrygo e Gabriel Martinelli, ambos com 21. A média de idade dos chamados para o Mundial é de 28,4 anos.