Daniel Alves é transferido de presídio na Espanha

Daniel Alves segue preso na Espanha por acusação de agressão sexual (Foto: Pau BARRENA / AFP)


Acusado de cometer crime de agressão sexual, Daniel Alves estava preso preventivamente no Centro Penitenciário Brians 1, na Espanha, desde a última sexta-feira. Segundo a apuração da emissora ESPN, nesta segunda-feira, o lateral-direito da Seleção Brasileira foi transferido para uma cela individual no Centro Penitenciário Brians 2.

O jogador foi detido após prestar depoimentos contraditórios às autoridades do país sobre o caso. Depois de três noites em Brians 1, penitência que tem capacidade para abrigar 200 presos, o jogador foi transferido para um presídio mais moderno. Em Brians 2, estão presentes apenas 80 pessoas detidas com celas e chuveiros individuais.

+ Neto detona Leila Pereira, presidente do Palmeiras: 'Acha que futebol é faculdade'

A decisão da transferência ocorreu no intuito de preservar a segurança do jogador. Pelo mesmo motivo, ele tampouco terá acesso liberado para a área do pátio ao mesmo tempo que os outros detentos. No atual cenário, Daniel Alves seguirá preso até o dia do julgamento do caso.

Enquanto isso, o staff do agora ex-jogador do Pumas busca junto com sua advogada, tentar interpor recursos perante a decisão de prisão preventiva. Além de um advogado brasileiro, foram para a Europa Dinorah Santana, ex-exposa e sócia do jogador, e também o empresário de Daniel Alves, Fransérgio Ferreira.

+ Neymar condena publicação de perfil sobre relação com Bruna Biancardi: 'Que merd* de notícia'

Relembre o caso

Daniel Alves é acusado por uma mulher de cometer crime de agressão sexual em uma festa de fim de ano em Barcelona, na Espanha. O crime teria ocorrido no banheiro de uma boate onde os dois estavam presentes em um evento. Após prestar depoimentos contraditórios para às autoridades e a existência de laudos médicos e imagens de segurança que provam o encontro dos dois, a juíza espanhola decretou a prisão preventiva do jogador.