Daniel Alves é detido por acusação de agressão sexual, diz imprensa espanhola

Daniel Alves disputou a última Copa do Mundo com a Seleção Brasileira (Foto: Lucas Figueiredo / CBF)


O lateral-direito Daniel Alves foi detido pela acusação de agressão sexual a uma mulher em uma boate na Espanha. O jogador se apresentou à polícia espanhola para depor sobre o suposto crime e saiu preso em um carro policial, na manhã desta sexta-feira. As informações são do jornal "El País".

Segundo a agência de notícias "Europa Press", o jogador foi levado para a Cidade da Justiça da Catalunha, onde um juiz decidirá a situação provisória do brasileiro.

+ Possível último duelo entre Messi e Cristiano Ronaldo rendeu memes na web; veja

Uma mulher acusa o lateral da Seleção Brasileira de ter colocado a mão dentro da sua roupa, sem consentimento, durante uma festa realizada em uma boate em Barcelona, na Espanha, no último dia 30 de dezembro. O jogador nega a acusação e alega que estava apenas dançando "sem invadir o espaço de ninguém".

- Sim, eu estava naquele lugar, com mais gente, curtindo. E quem me conhece sabe que eu amo dançar. Eu estava dançando e curtindo sem invadir o espaço dos outros. Eu não sei quem é essa senhora. Nunca invadi um espaço. Como vou fazer isso com uma mulher ou uma menina? Não, por Deus - disse Daniel ao programa espanhol programa 'Y ahora Sonsoles'.

+ Ex-jogador do Tottenham sofre acidente e morre aos 25 anos de idade

A esposa do ex-Barcelona, Joana Sanz, também defendeu o marido da acusação. Em entrevista à "Antena 3" no último dia 10, a modelo disse que "sabe quem ele é" e afirmou que o jogador "não fez nada de errado".

Daniel Alves jogou a última Copa do Mundo pela Seleção Brasileira e atualmente tem contrato com o Pumas, do México. Revelado pelo Bahia, o lateral de 39 anos fez história com a camisa do Barcelona e também atuou em grandes clubes, como Sevilla, Juventus, PSG e São Paulo.