Dana White, sobre prisão de Jon Jones por violência doméstica: 'É algo que nem me choca mais'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Dana White, chefão do UFC, se pronunciou sobre a prisão de Jon Jones, ex-campeão dos pesos meio-pesados. Segundo informações da emissora canadense 'TSN', o lutador americano de 34 anos é acusado de violência doméstica e adulteração/lesão de veículo no valor de US$ 5.000 ou mais.

- É algo que nem me choca mais. Quando o trazemos para Las Vegas, esse tipo de situação já é quase que esperada. Não dá nem para trazer o Jones para Las Vegas por menos de 12 horas para incluí-lo no Hall da Fama. É um problema, sabe? Esse cara tem muitos demônios, muitos... É difícil trazer esse cara para Las Vegas por qualquer motivo. Essa cidade não é boa para Jon Jones. E aqui estamos nós de novo... - lamentou Dana.

- Vamos esperar para ver o que vai acontecer legalmente para ele e para onde isso vai - completou.

Somadas as acusações, Jon Jones recebeu uma fiança avaliada em US$ 8 mil (cerca de R$ 42,7 mil). Uma audiência foi marcada para este sábado.

Noticiada pela 'ESPN', a prisão do lutador ocorreu em Las Vegas. A polícia metropolitana prendeu Jones às 5h45 de sexta-feira em um hotel localizado na Las Vegas Strip.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos