Dana White se pronuncia sobre polêmica entre jornalista da ESPN e comunidade do MMA

AgFight

Após o imbróglio público envolvendo Stephen A. Smith – analista esportiva da emissora americana ‘ESPN’ – e diversos nomes importantes do MMA ligados ao Ultimate, Dana White finalmente se pronunciou sobre o caso. Ao site ‘MMA Junkie’, o presidente do UFC tentou contemporizar a situação, mas deixou claro que não faz parte da política da entidade criticar demasiadamente um lutador derrotado ou questionar seu caráter como atleta.

A confusão teve início quando Stephen A. Smith foi escalado pela ‘ESPN’ – parceira de transmissão do Ultimate – para participar dos comentários pós-UFC 246, que teve em sua luta principal a vitória de Conor McGregor sobre Donald Cerrone em apenas 40 segundos. Conhecido por sua personalidade forte e posições firmes, que o transformaram no principal rosto da análise esportiva da emissora, o jornalista fez duras críticas ao ‘Cowboy’, insinuando inclusive que ele havia desistido do combate e que sentiu a pressão dos holofotes trazidos pela magnitude do evento.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

As polêmicas declarações soaram mal com inúmeros membros da comunidade do MMA, como Joe Rogan – comentarista oficial do UFC – e Conor McGregor, ex-campeão peso-pena (66 kg) e peso-leve (70 kg) da organização, e que estava indiretamente envolvido na situação, além de muitos outros. A grande maioria questionou o conhecimento de Stephen A. Smith, que não é propriamente um fã da modalidade, para criticar suas declarações contra um atleta que possui uma extensa carreira de serviços prestados ao esporte, como Cerrone. Ciente da complexidade do imbróglio, Dana White resolveu se posicionar.

“Uma das coisas quando nós compramos e construímos o UFC que nós sempre fizemos, sendo nós mesmos fãs, eu sou um grande fã de luta. Lorenzo (Fertitta) era um grande fã de lutas, Joe Rogan é um grande fã de lutas. Uma das coisas que nós odiávamos era o boxe na HBO e alguns outros (eventos) de boxe que eles faziam. Ouça, você está sintonizando e comprando o pay-per-view porque você ama esses caras e respeita esses lutadores, e você é um fã do esporte. A última coisa que você quer é ouvir alguém destruindo eles”, explicou o dirigente, antes de completar o raciocínio.

“Eu não faço isso, (Joe) Rogan não faz isso. Você não vê isso no UFC. Vão existir vezes onde eu estou puto com um cara, e vou falar minha opinião sobre o que ele fez ou seja o que for. Ou se uma luta for muito ruim ou aguém fez algo. O que nós não fazemos é, quando uma luta acaba e um cara perde, nós não vamos lá e escrachamos eles. Não é o nosso estilo, nós somos fãs, não fazemos isso. Eu acho que Rogan estava reagindo a isso. Essa é a nossa filosofia aqui. Para Stephen A. Smith, essa é a coisa dele. Isso é o que ele faz. Vai acontecer. Você sempre vai ter pessoas que têm diferença nas opiniões, especialmente quando você tem dois caras de personalidade tão forte como Stephen A. Smith e Joe Rogan”, concluiu Dana White.

Leia também