Dana White perde a paciência com tio de Mayweather e empresário de Pacquiao

Como de costume após a mudança de donos do UFC, Dana White compareceu à coletiva de imprensa realizada logo após o show e, em conversa com os jornalistas presentes, respondeu aos mais variados assuntos. E, como esperado, o possível duelo envolvendo Conor McGregor e Floyd Mayweather voltou a ser assunto, e não de uma forma agradável.

Ao tocar no tema e garantir que o contrato ainda não está próximo de ser assinado, o cartola se exaltou ao se lembrar da declaração de Jeff Mayweather, tio e treinador assistente to multicampeão de boxe que afirmou que o UFC estaria pedindo 80% da bolsa de McGregor para liberá-lo a competir nas regras do boxe. Ao mesmo tempo ele perdeu a linha ao citar o nome de Bob Arum, empresário de Manny Pacquiao, que garantiu que o UFC pediria metade do salário do irlandês.

“O que eu gostaria de esclarecer é toda essa besteira de 80% e 20%. Jeff Mayweather? Vamos lá. Você esta falando pelo time do Mayweather agora? E bob Arum, seu pedaço de m… Vai se f… O que eles sabem dessa luta? Nada. Acreditem, já falamos com o Conor e estamos em um bom lugar”, esbravejou diante dos jornalistas presentes na cidade de Buffalo.

Apesar de não dar maiores detalhes, Dana, no entanto, pareceu otimista sobre a realização do duelo. Garantindo disposição para fazer o duelo sair do papel, o cartola afirmou que já tem uma reunião marcada com Conor para depois do nascimento do filho do irlandês.

“Conor vai ter um bebê. Depois disso vamos nos encontrar em Nova York. Não estamos perto, mas acho que tem chance. Vejo essa luta acontecendo. Cono quer e o Floyd também. Conor fez muitas lutas por essa companhia e não posso negar isso a ele”, finalizou.