Dana White defende McGregor e ‘cutuca’ Gaethje: “Oferecemos lutas que ele não aceitou”

Vindo de três vitórias por nocaute consecutivas e atualmente na terceira posição do ranking peso-leve (70 kg) do UFC, Justin Gaethje antecipava ser o próximo desafiante ao cinturão da categoria, contra o vencedor da disputa entre Khabib Nurmagomedov e Tony Ferguson, marcada para o dia 18 de abril. Porém, tudo mudou quando Dana White – presidente do Ultimate – declarou que, caso vença Donald Cerrone no dia 18 de janeiro, Conor McGregor lutará pelo título até 70 kg na sequência, fato que irritou o lutador americano.

Afastado dos octógonos desde outubro de 2018, quando foi finalizado por Khabib Nurmagomedov, McGregor retorna no UFC 246 contra ‘Cowboy’ Cerrone, em luta válida pela divisão dos meio-médios (77 kg). Apesar de todos esses fatores, Dana White, em entrevista ao site da ‘ESPN’, defendeu a ‘furada’ de fila do ex-campeão peso-pena (66 kg) e peso-leve (70 kg), e aproveitou para ‘cutucar’ o insatisfeito Gaethje.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Olhe para o que Conor fez nos últimos sei lá quantos anos. E então ele perde para Khabib em uma luta que era, quando você fala sobre rivalidade, é tipo outro nível de inimizade. E Gaethje estava subindo. Nós oferecemos muitas lutas que Gaethje não aceitou também. Então, Conor é o próximo na fila para essa luta (pelo cinturão) se ele vencer o Cowboy”, revelou Dana White, antes de comentar sobre o fato do combate entre McGregor e Cerrone ter sido marcado para a divisão dos meio-médios.

“É uma luta até 70 kg (peso-leve) que eles não vão cortar o peso. E realisticamente quando Conor disse: ‘Eu quero fazer essa luta até 77 kg’. E depois me deu os motivos pelos quais ele queria fazer isso, e pensei: ‘Não tem como Cowboy discutir por isso’. Por que cortar o peso se ambos concordaram que eles não querem cortar o peso?”, concluiu o dirigente.

Caso saia vitorioso de seu compromisso contra Cerrone – que vem de duas derrotas consecutivas –, Conor McGregor vai aguardar pelo vencedor da disputa entre o campeão Khabib Nurmagomedov e o desafiante Tony Ferguson. Já Justin Gaethje, ao que tudo indica, precisará fazer ao menos mais um combate antes de conseguir seu title shot, especialmente se não quiser ficar meses afastado dos octógonos.

Leia também