Daiane se emociona com Rebeca e celebra: “A 1ª medalha da ginástica é de uma negra”

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Daiane emocionou-se com a prata de Rebeca - Foto: Reprodução/TV Globo
Daiane emocionou-se com a prata de Rebeca - Foto: Reprodução/TV Globo

Daiane dos Santos emocionou-se com a prata de Rebeca Andrade na Olimpíada de Tóquio. A ex-ginasta, hoje comentarista da TV Globo, não escondeu a felicidade pelo feito e destacou o fato de a primeira medalha brasileira na ginástica artística feminina ter sido conquistada por uma atleta negra.

“Agora, a gente tem a primeira medalha olímpica da ginástica artística e é de uma negra. Isso é muito forte. Durante muito tempo, disseram que não poderia ter uma ginasta negra, que as pessoas negras não poderiam fazer alguns esportes. E a gente vê hoje: a primeira medalha é para uma menina negra”, declarou.

Leia também:

Daiane não segurou as lágrimas e celebrou uma conquista que ela própria esteve tão perto de realizar. Uma das melhores ginastas da história no solo, campeã mundial em 2003, ela ficou com o quinto lugar do aparelho na Olimpíada de Atenas, em 2004.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Como Rebeca, Daiane vem de uma origem humilde e enfrentou obstáculos ao longo da carreira por ser uma atleta negra em um esporte predominantemente branco. Ela, inclusive, denunciou o racismo e a segregação nos vestiários da ginástica, o que fez com que a medalha desta quinta fosse ainda mais especial para ela.

“Tem uma representatividade muito grande por trás disso. É uma mulher, uma menina que veio de uma origem muito humilde, criada por uma mãe solo, como a dona Rosa. O pai da Rebeca é vivo, mas não é presente na vida dela. Ela aguentou tudo que aguentou e está aí hoje para ser a segunda melhor atleta do mundo”, disse.

Depois da prata no individual geral, Rebeca volta à ação para a disputa de duas finais por aparelho: no salto e no solo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos