Daiane dos Santos exalta Dia da Consciência Negra: 'Que o nosso grito de igualdade seja ouvido por todos'

Daiane dos Santos: 'Tem gente que fala que é mimimi, que não existe racismo' (Foto: Arquivo LANCE)
Daiane dos Santos: 'Tem gente que fala que é mimimi, que não existe racismo' (Foto: Arquivo LANCE)


Daiane dos Santos, uma dos maiores nomes da ginástica artística feminina brasileira comentou sobre o Dia da Consciência Negra. Para provocar reflexão e debate, a ex-atleta criticou as pessoas que não consideram o racismo como preconceito e ressaltou que o dia é para reflexão para a sociedade.

– É triste saber que num país com 52% da população negra, ainda ouvimos piadas, somos insultados, temos menos oportunidades por conta da cor da nossa pele. Tem gente que fala que é mimimi, que não existe racismo. Eu tenho certeza que estas pessoas não suportariam por um dia o que precisamos lidar. Que o nosso grito de igualdade seja ouvido por todos – disse ao "Globo Esporte".

– O dia 20 de novembro é um dia de reflexão no qual todos nós deveríamos pensar nas nossas atitudes, nas ações referentes ao julgamento de alguém pela cor da pele. A cor não diz se ela é boa ou ruim, se tem capacidade ou não de atingir um objetivo. Poder ser candidato a uma vaga, entrar numa faculdade ou conquistar um cargo alto dentro de uma empresa. O caráter, sim, é o que diz o que ela pode ou não ser – complementou.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), são 115 milhões de negros ou pardos no Brasil, mais da metade da população do país, número que não se reflete na mesma proporção em cargos executivos e no valor de salários,






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também