Da Ligue 1 ao estrelato: Eden Hazard

Eden Hazard não era apenas uma promessa, ele era realidade, um grande negócio. O jogador mais procurado da Europa. Ele tinha o poder de escolha.

Real Madrid, Barcelona, Manchester City, Manchester United, Arsenal. Ele tinha chamado a atenção de todos e cozinhou os seus pretendentes por toda a temporada. O preço tinha sido definido: 40 milhões de euros.

Em junho de 2012, chegou a hora. Não era mais uma questão de quando, mas apenas de quem. Todo mundo estava esperando. 

"Ainda não fiz a minha escolha", Hazard deu od ombros com vergonha em maio, antes do último jogo da temporada do Lille.

HD Eden Hazard Lille

O belga é a melhor história de sucesso da Ligue 1 contemporânea. Educado em um ambiente onde os jovens recebem minutos, a França lhe ofereceu oportunidades para a primeira equipe vitais para o desenvolvimento do seu talento.

"Descobrimos um sujeito que já tinha um senso incomum de jogo", disse Jean-Michel Vandamme, diretor da academia do Lille, ao Nord Eclair, sobre o que eles viram no garoto de 12 anos em um torneio juvenil na Bélgica.

Hazard, no entanto, recebeu um aviso prévio de que apenas o talento não seria suficiente. "Não era um conto de fadas. Ele tinha talento, mas também teve que fazer muitos sacrifícios", disse François Vitali, o chefe de recrutamento de jovens no clube.

Era uma mudança de atitude. A equipe que levou Hazard a tal dominância na Ligue 1 exigiu muita educação física e, depois dos primeiros receios de que não estava se dedicando o suficiente, seus pais foram chamados em uma tarde para falar sobre o que estava acontecendo.

"Sua mãe se virou para ele e disse: 'Eden, isso é verdade?' e ele respondeu: 'Sim, é verdade.' Ele estava desarmando ", contou Vandamme. "Ele tinha uma qualidade enorme: sua honestidade."

Eden Hazard & Tulio de Melo, Lille

Hazard fez sua estreia na equipe principal pelo clube com 16 anos contra o Nancy em novembro de 2007. Ele estava cru, mas todos os ingredientes estavam lá.

Havia algum tempo desde que um talento como Hazard tinha trilhado o seu caminho através da Ligue 1. E ele estava lá, estreando ainda adolescente, com apenas 16 anos contra Nancy em novembro de 2007.

Nas cinco temporadas seguintes, ele completou 654 dribles em suas 147 aparições na Ligue 1 pelo Lille, uma média de 4,4 por jogo; Para colocar isso em perspectiva, nesta temporada apenas quatro jogadores em toda as cinco principais ligas da Europa têm esse número, e um deles é o próprio Hazard.

Em sua primeira temporada completa com o clube atuou em 30 partidas, onde marcou quatro gols e foi nomeado como Jogador Revelação da França daquele ano e o Lille terminou em quinto e se classificou para a Liga Europa.

Na sua segunda, perdeu apenas um jogo, acertou cinco gols e deu oito assistências para os seus companheiros de equipe. O treinador Rudi Garcia estava reunindo um time jovem, dinâmico e eletrizante que na temporada seguinte, iria terminar uma espera de 57 anos por um título da liga.

Lille French Cup 14052011

Em seguida, enfrentaram o PSG na final da Taça de França para completar um duplo histórico. Hazard foi nomeado o Jogador do Ano, empacotando sete gols e 10 assistências durante a campanha da liga.

Os urubus estavam circulando. Yohan Cabaye e Gervinho partiram para a Premier League, enquanto Adil Rami partiu para a Espanha. Mas, apesar de inúmeras ofertas, Hazard ficou preso por mais um ano.

Uma mudança de seu posicionamento trouxe um retorno de 20 gols e 16 assistências e Hazard levou o Jogador do Ano mais uma vez. O Lille, no entanto, estava lentamente sendo desmantelado e, depois de um terceiro lugar, o tempo de seguir em frente tinha chegado.

Hazard nunca foi um completo LeBron James e transformou em um especial de TV, mas o mundo do futebol aguardava a sua decisão.

O continente manteve a respiração uma vez mais, tendo apenas recuperado o ar depois de uma emocionante final da UEFA Champions League, em que viu o Chelsea vencer o Bayern de Munique nos pênaltis.

E então, nove dias depois do triunfo de Didier Drogba, Hazard enviou um tweet: "Estou cantando para o vencedor da Champions League".