Da Ligue 1 ao estrelato: Robert Pires

Aos 15 anos, Robert Pires não tinha certeza que queria ser jogador de futebol. Havia uma vida ao redor dele, com amigos, romances e festas. Para ele era simplesmente estudar, treinar, dormir e repetir isso.

O futebol já tinha se tornado um negócio sério. O precoce adolescente tinha estreado como meia do time C do Reims. Os sacrifícios tinham começado. Robert não tinha certeza que valia a pena. Mas a mãe dele o lembrou de tudo que o futebol poderia oferecer

Nascido em 29 de outubro, em Reims, Robert é filho de mãe espanhola com um pai português.

Born on October 29 (or January 29, thanks to an administrative error at the French immigration office) in Reims, Robert was the son of a Spanish mother and a Portuguese father. Antonio Pires fugiu de Portugal para França para não ter que servir ao exército durante uma guerra na Angola. Sem falar francês em casa, Pires teve dificuldades na escola. Mas o futebol dele falava por si só. 

Pires - Metz

Aos 19 anos, Pires assinou seu primeiro contrato profissional com o Metz e era um tradicional camisa 10. Mas o primeiro técnico dele, Philippe Hinschberger, o deslocou para a ponta esquerda. Foi uma mudança que transformou a carreira daquele garoto. "Isso funcionou. Foi o começo da minha história", contou Pires em entrevista à French Football Weekly. 

A estreia na Ligue 1 aconteceu em 1993, contra o Lyon. Rapidamente ele virou titular e fez o Metz subir na tabela. Foi nomeado o melhor jogador jovem da temporada 1995/1996.

A Europa começou a admirá-lo. Um dos clubes interessados foi o Benfica, clube para qual ele torceu quando criança, por influência do pai. Mas ele não quis ir para o time português. 

Pires continuou a evoluir no Metz e conseguiu ser campeão da Copa da Liga, vencendo o Lyon na final.

France Brazil World Cup 1998

Na temporada 1997/1998, o título esteve muito perto. Por alguns minutos o Metz chegou a ser o campeão francês, mas o Lens conseguiu a conquista.

"Foi muito difícil para nós e para a cidade. Teria sido ótimo ver o Metz na lista de campeões", lamentou Pires. Até hoje o time nunca conquistou a Ligue 1.

Pires foi compensado naquele ano, afinal foi convocado para defender a seleção francesa na Copa do Mundo em casa e saiu com o título. 

Com isso, aumentaram as propostas para contratá-lo, vinda de diversos países da Europa. Mas Pires quis ficar na França e assinou com o Olympique de Marselha. 

Robert Pires Paul Scholes Marseilles Manchester United 19101999

A troca acabou gerando outra dor para Pires, pois o Olympique perdeu o título na última rodada novamente, por um ponto apenas, para o Bordeaux. "Segundo lugar novamente! Para mim foi muito difícil aceitar".

A passagem de Pires pela Ligue 1 acabou em 200. Ele saiu com 228 jogos e 51 gols marcados. 

Para tristeza da sua mãe, ele recusou a transferência para o Real Madrid. Preferiu disputar a Premier League pelo Arsenal, clube no qual ele mostrou todo seu talento no auge. Realizou todos seus sonhos, menos o da mãe, que tinha lhe motivado tanto no início.