Da incerteza ao sucesso: sob a batuta de Thomas Tuchel, Chelsea conquista a Europa e busca a Premier League

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·4 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Chelsea
    Chelsea
    Ao VivoHojeAmanhãx--|


O ano de 2021 do Chelsea começou marcado pelas incertezas após a demissão de Frank Lampard, em janeiro. No dia seguinte, os Blues anunciavam a chegada de Thomas Tuchel, que havia deixado o Paris Saint-Germain por conta de divergências com o elenco e resultados que não agradavam Leonardo e Al-Khelaifi.

​INÍCIO DA ERA TUCHEL
​Após o fim do primeiro turno da Premier League, o Chelsea havia perdido seis partidas e vencido apenas oito confrontos. Além dos resultados ruins, que ameaçavam deixar a equipe fora do G-4 do Campeonato Inglês, o estilo de jogo não convencia os torcedores dos Blues.

Ao chegar, Thomas Tuchel teve um início tímido com um empate diante do Wolverhampton, mas o alemão conseguiu uma sequência de 14 jogos de invencibilidade e apenas dois gols sofridos após o primeiro revés diante do West Brom por 5 a 2.

Apesar da derrota, o Stamford Bridge conseguiu recuperar a confiança que não havia em Lampard. O novo comandante havia recuperado jogadores, como Antonio Rudiger, trouxe uma consistência defensiva ao clube e tornou o time mais competitivo tanto na Champions League quanto na Premier League.

RECUPERAÇÃO NA INGLATERRA
​Enquanto Manchester City e Manchester United disparavam nas duas primeiras posições da Premier League, Chelsea e Liverpool encontraram dificuldades para conquistarem uma vaga na atual edição da Liga dos Campeões. Na época, Leicester e West Ham vinham fazendo campanhas ótimas.

Na última rodada, a equipe do Stamford Bridge já estava dentro do G4 e contou também com a sorte para permanecer. Os Blues perderam para o Aston Villa, na 3ª derrota de Tuchel sob comando do Chelsea na Premier League, e contou com a ajuda do Tottenham para derrotar o Leicester e se classificar à Champions League.

Além disso, o clube londrino conseguiu chegar na decisão da FA Cup após Tuchel derrotar o Burnley, Sheffield United e Manchester City. No entanto, o Leicester conseguiu se sagrar campeão no Wembley, embora a campanha tenha sido motivo de orgulho.

Manchester City x Chelsea - Final da Champions League - Thomas Tuchel
Manchester City x Chelsea - Final da Champions League - Thomas Tuchel

Tuchel foi um dos grandes responsáveis pelo sucesso do Chelsea em 2021 (Foto: SUSANA VERA / POOL / AFP)

CAMPEÃO INESPERADO NA CHAMPIONS
​Embora o Chelsea tenha conseguido uma campanha invicta na fase de grupos com Lampard, o clube não chegava como um dos grandes favoritos no mata-mata do torneio. Essa construção de uma unidade veio ao longo do trabalho de Thomas Tuchel e a campanha lembrava, em alguns aspectos, o título conquistado em 2011/2012.

Nas oitavas de final, e com menos de um mês do trabalho do alemão, os Blues derrotaram o Atlético de Madrid em pleno Wanda Metropolitano. E na volta, em março, mais um triunfo foi conquistado. Nas quartas, com uma vitória em Portugal e uma derrota na Inglaterra, o time passou pelo Porto.

Já na semifinal, o Chelsea chegou com outro status para enfrentar o Real Madrid que havia eliminado o Liverpool. Mas os merengues não conseguiram se desenrolar do nó proposto por Thomas Tuchel. E na grande decisão, o Manchester City estava lá. E não era qualquer Manchester City, era o recém campeão da Premier League. E com gol de Havertz no fim da primeira etapa, a equipe de Londres superou as expectativas e conquistou o título mais importante da temporada.

EM BUSCA DA PREMIER LEAGUE
​No início da nova temporada, os Blues ergueram o troféu da Supertaça da Europa ao derrotar o Villarreal nos pênaltis. No entanto, o grande desejo da equipe parece ser conquistar o Campeonato Inglês, troféu que não é vencido desde 2016/2017. Para isso, o clube investiu no mercado e buscou a contratação de Romelu Lukaku.

Após um início espetacular em que liderou a Premier League por algumas rodadas, o desempenho do Chelsea caiu, embora some 11 vitórias e apenas duas derrotas em 18 partidas disputadas. O Manchester City ocupa a liderança e emobra a vantagem seja de seis pontos, a expectativa é de que os Blues briguem até o fim da competição pelo título.

O clube também segue vivo na Copa da Liga Inglesa, onde encara o Brentford nas quartas de final, e conseguiu se classificar às oitavas de final da Champions League, apesar dos tropeços contra Juventus e Zenit, e irá encarar o Lille nas oitavas de final, mas apenas em 2022.

Após um início de muitas incertezas para o Chelsea, Thomas Tuchel conseguiu elevar o patamar da equipe. De um time que corria sérios riscos de não alcançar o G-4 da Premier League, o alemão fez um elenco campeão da Liga dos Campeões e que busca sonhos mais altos, mas que ficarão para o próximo ano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos