Da glória no Athletico até o Corinthians: a história de Tiago Nunes

A Goal conta tudo sobre Tiago Nunes, o novo técnico do Corinthians: carreira, títulos, estilo de jogo, e muito mais!
A Goal conta tudo sobre Tiago Nunes, o novo técnico do Corinthians: carreira, títulos, estilo de jogo, e muito mais!

Índice de conteúdos

  1. Quais os números de Tiago Nunes como treinador?

  2. Por quais clubes Tiago Nunes já passou?

  3. Quais títulos Tiago Nunes já conquistou?

  4. Qual o estilo de jogo de Tiago Nunes?

Antes de chegar na glória de ser anunciado como o treinador do Corinthians, Tiago Nunes era um andarilho do futebol. Formado em educação física, teve sua primeira oportunidade como treinador em 2005, no São Luiz, na segunda divisão do Rio Grande do Sul, e só foi conquistar seu primeiro título em 2010, um campeonato acriano, pelo Rio Branco.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Foi demitido do Nacional do Amazonas em 2011, na Série D, treinou o Bagé, da terceira divisão gaúcha, em 2012, e ficou por seis anos treinando equipes juniores, pelo Brasil afora: Brasília, Ferroviária, Grêmio, Athletico-PR, enquanto tentava ser treinador profissional em equipes menores.

Com passagens por inúmeros clubes, Nunes rodou o Brasil aplicando tudo o que pensa sobre futebol. Agora, depois de se consolidar como o maior técnico da história do Athletico-PR, assume o Corinthians como um treinador superstar, muito pedido pela torcida e com um salário exorbitante. Mas nem sempre foi assim.

A Goal preparou uma nota para você saber tudo sobre a carreira de Tiago Nunes, o mais novo treinador do Corinthians. Confira:

 Quais os números de Tiago Nunes como treinador?

Os números de Tiago Nunes em seus dois trabalhos mais recentes são muito bons, mostrando um técnico em ascensão na carreira. Para restringir o campo de pesquisa, usamos apenas os dados das passagens do treinador por Veranópolis e Athletico-PR, os dois últimos clubes por onde passou. Confira:

CLUBE

JOGOS

VITÓRIAS

EMPATES

DERROTAS

GOLS MARCADOS

GOLS SOFRIDOS

Veranópolis

13

3

6

4

9

15

Athletico-PR

102

53

24

25

154

81

TOTAL

115

56

30

29

163

96

No Veranópolis, Tiago Nunes teve um aproveitamento pior, sim, mas ele chegou numa equipe mais frágil, que não tinha expectativa nenhuma na temporada. No entanto, o clube ficou em quinto lugar na primeira fase do Gaúchão, se classificou com sobras para as quartas-de-final, onde deu azar de cair contra o Grêmio e ser eliminado.

 Por quais clubes Tiago Nunes já passou?

 

ESTADO

CLUBE

CARGO

ANO

DIVISÃO MAIS ALTA

RS

Inter de Santa Maria

Preparador Físico

2003

2ª Divisão Gaúcha

SC

Camponovense

Preparador Físico

2003

2ª Divisão Catarinense

RS

São Luiz

Preparador Físico/Técnico

2004-05

2ª Divisão Gaúcha

RS

São Luiz

Técnico

2006

1ª Divisão Gaúcha

RS

Santo Ângelo

Preparador Físico

2006

2ª Divisão Gaúcha

RS

Pelotas

Preparador Físico

2006

2ª Divisão Gaúcha

RS

São Luiz

Preparador Físico

2007

1ª Divisão Gaúcha

MA

Bacabal

Preparador Físico

2007

1ª Divisão Maranhense

MT

Luverdense

Preparador Físico

2007

1ª Divisão Mato-Grossense

GO

Novo Horizonte

Preparador Físico

2008

1ª Divisão Goiana

MT

Luverdense

Técnico

2009

Série C do Brasileirão

AC

Rio Branco

Técnico/Assistente Técnico

2010

Série C do Brasileirão

RS

Sapucaiense

Técnico

2011

2ª Divisão Gaúcha

AM

Nacional

Técnico

2011

Série D do Brasileirão

RS

Riograndense

Técnico

2012

Divisão de Acesso Gaúcha

RS

Bagé

Técnico

2012

2ª Divisão Gaúcha

RS

União Frederiquense

Técnico

2013

2ª Divisão Gaúcha

PR

Colorado

Técnico

2013

2ª Divisão Paranaense

RS

Grêmio sub-16

Técnico

2013

Gaúcho sub-15

RS

Juventude sub-20

Técnico

2014-15

Gaúcho sub-20

DF

Brasília sub-20

Técnico

2015

Brasiliense sub-20

SP

Ferroviária sub-20

Técnico

2016

Paulista sub-20

RS

São Paulo

Técnico

2016

Série D do Brasileirão

RS

Veranópolis

Técnico

2017

1ª Divisão Gaúcha

PR

Athletico-PR sub-20

Técnico

2017

Paranaense sub-20

RS

Athletico-PR sub-23

Técnico

2018

Brasileirão de Aspirantes

RS

Athletico-PR

Técnico

2018-19

Série A do Brasileirão

SP

Corinthians

Técnico

2019

Série A do Brasileirão

Desde que Tiago Nunes entrou no futebol, em 2003, ele já passou por 23 clubes de dez estados diferentes. 

 Quais títulos Tiago Nunes já conquistou?

Tiago Nunes tem sete títulos conquistados como treinador de futebol profissional. Segue a lista:

Esporte Clube São Luiz

Campeonato Gaúcho de Futebol - Divisão de Acesso (2005)

Luverdense Esporte Clube

Campeonato Mato-Grossense (2009)

Rio Branco

Campeonato Acreano (2010)

Athletico Paranaense

Campeonato Paranaense (2018)

Copa Sul-Americana (2018)

Levain Cup (2019)

Copa do Brasil (2019)

 Qual o estilo de jogo de Tiago Nunes?

Mesmo Tiago Nunes tendo raízes gaúchas como Tite, Mano Menezes e Felipão, o novo treinador do Corinthians tem um estilo de jogo muito diferentes dos outros técnicos citados, ou até mesmo de Fábio Carille, ex-comandante do Timão.

O treinador chamou a atenção de Grêmio e Athletico-PR no Veranópolis, em 2017, quando conseguiu, com um elenco modestíssimo, classificar o time para as quartas-de-final do Gauchão. Após o término da competição, Nunes aceitou a proposta do clube paranaense e foi treinar o sub-20 do Furacão.

Foi no Athletico-PR que Tiago Nunes conseguiu se destacar usando seu próprio estilo de jogo. Após a demissão de Fernando Diniz, o treinador gaúcho teve a oportunidade de ser o comandante do elenco profissional do Furacão e não decepcionou.

Com um estilo de jogo ofensivo, mas que não abria mão de defender quando necessário, Tiago Nunes montou um Athletico-PR que se destacava pela competitivade, superioridade númerica em vários setores do campo e ataque pelos flancos.

No entanto, Tiago Nunes não fica preso a um esquema tático, ele se adapta conforme o jogo vai mostrando o caminho. Contra o Flamengo de Jorge Jesus, nas quartas-de-final da Copa do Brasil, por exemplo, o treinador deu a bola ao Fla, e colocou Rony e Cirino como pontas-de-lança, aproveitando a linha alta da defesa do Mengão, tendo sucesso.

O que não muda em seu trabalho é a vontade de vencer e de sempre procurar um futebol ofensivo, tendo a bola ou não. Em seu primeiro ano com Athletico, aproveitou o melhor do trabalho de Diniz, mas deu sua própria cara ao time. No Corinthians, pode aproveitar partes do trabalho de Carille, mas significa uma ruptura total no futebol defensivo do Timão nos últimos anos.

Leia também