Da arquibancada, torcedora descobre câncer e salva vida de treinador da NHL

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Vancouver Canucks
    Vancouver Canucks
    Ao VivoHojeAmanhãx--|
Nadia Popovici e Brian Hamilton se encontraram antes do jogo entre o Vancouver Canucks e Seattle Kraken. Foto: Christopher Mast/NHLI via Getty Images
Nadia Popovici e Brian Hamilton se encontraram antes do jogo entre o Vancouver Canucks e Seattle Kraken. Foto: Christopher Mast/NHLI via Getty Images

Uma estudante de medicina chamada Nadia Popovic resolveu ir assistir um jogo de hóquei no último dia 23 de outubro só para se divertir. Ela jamais imaginava que ia mudar o rumo da vida do treinador Brian 'Red' Hamilton.

Durante a partida entre o Vancouver Canucks e o Seattle Kraken, pela NHL, o treinador do time canadense estava sentado no banco orientando seu time, quando a futura médica viu algo errado no seu pescoço e resolveu alertá-lo de uma maneira inusitada.

Leia também:

Escreveu em letras grandes na tela do seu celular uma mensagem para chamar a atenção do treinador.

"Visite um médico o mais breve possível. A verruga na nuca é câncer", apontou.

A mensagem deixou o treinador ressabiado e dois dias depois, ele foi ao hospital. Lá foi diagnosticado com melanoma em estágio dois que exigia uma intervenção de emergência.

“Os instintos dela estavam certos e aquela verruga na minha nuca era um melanoma maligno e graças à persistência e ao rápido trabalho dos médicos ela sumiu. A mensagem que ela escreveu no celular ficará para sempre gravada em meu cérebro e tornou possível para mim permanecer vivo", agradeceu Hamilton.

Depois do fato, muita gente se mobilizou para encontrar a jovem que em breve será médica. Tanto a franquia quanto a imprensa de Seattle conseguiram achar a moça de 22 anos que relacionou o melanoma de Hamilton com alguns casos de pacientes atendidos durante seus estágios no hospital.

"Ele olhou para o meu telefone e foi embora. Pensei que talvez ele já estivesse ciente do problema. Estou muito feliz por ter ajudado", disse Nadia.

No reencontro dos times realizado no último sábado, Vasily Podkolzin, Nils Hoglander, Tyler Motte e Conor Garland marcaram os gols da vitória do Vancouver Canucks sobre o Seattle Kraken, por 5 a 2, mas não foram eles os astros da noite.

Hamilton e Nádia se reencontraram e se emocionaram. O treinador agradeceu a estudante de medicina pelo gesto, e o Vancouver Canucks registrou o momento em seu perfil no Twitter.

"Nádia, sua gentileza, compaixão e tudo que você fez para ajudar outra pessoa é admirável. Já sabemos que você será uma ótima médica", afirmou o time, que também deu 10 mil dólares (cerca de R$ 55 mil) para ajudar nos estudos da futura médica.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos