Dúvida na semi, Luciano fez 30% dos gols do São Paulo na Copa do Brasil

Gabriel Santos *
·2 minuto de leitura


O São Paulo ainda não sabe se pode contar com Luciano para o jogo de ida das semifinais da Copa do Brasil contra o Grêmio, às 21h30, na Arena do Grêmio, na próxima quarta-feira (23). E sem ele, o Tricolor perde um poderoso poder de ataque no mata-mata nacional.

Episódio com Gerson e mais 10: veja casos recentes de racismo no futebol brasileiro

Isso porque dos dez gols marcados pelo clube na competição, Luciano marcou três, atrás apenas de Brenner, com seis e Pablo, com um gol feito. O camisa onze balançou as redes na ida das oitavas de final, em empate contra o Fortaleza por 3 a 3 (um gol), e na vitória por 3 a 0 contra o Flamengo, na volta das quartas de final (dois gols).

Vale ressaltar que o Tricolor entrou na competição nas oitavas de final. Portanto, a equipe de Diniz realizou quatro partidas e em duas delas deixou sua marca e contribuiu para o bom rendimento da equipe.

Sem Luciano, o Tricolor fez seis jogos, com três triunfos, um empate e duas derrotas. Em compensação, com o atacante em campo, a situação é melhor. O time obteve 15 vitórias, 11 empates e duas derrotas em 28 jogos com o atacante na equipe titular.

VEJA A TABELA DA COPA DO BRASIL

- Nós temos uma relação de confiança e posso ser espontâneo com ele, posso cobrá-lo. A minha relação com ele é ótima por conta disso: posso cobrá-lo de uma forma que sei que ele pode ser cobrado, e ele corresponde bem a isso. É um jogador que além de estar indo bem tem muito para contribuir aqui no São Paulo - disse Fernando Diniz, ao ser questionado sobre sua relação com o jogador.

Caso Luciano não esteja à disposição, o meio-campo Tchê Tchê pode ser escolhido para entrar na equipe. Pablo e Vitor Bueno também brigam pela posição caso o atacante não jogue. O São Paulo viaja a Porto Alegre nesta terça-feira à tarde, com a possível presença de Julio Casares, novo presidente do São Paulo.

O São Paulo enfrenta o Grêmio, às 21h30, na próxima quarta-feira (23), pelo jogo de ida das semifinais da Copa do Brasil, na Arena do Grêmio.

* Sob supervisão de Marcio Monteiro