Dívida por Kazim faz Coritiba entrar com ação judicial contra Corinthians

O Corinthians foi notificado de uma ação judicial aberta pelo Coritiba para cobrar o atraso de três parcelas na compra dos direitos econômicos do atacante Kazim, realizada no início da temporada. O clube paulista prometeu pagar R$ 1,25 milhão pela transação, mas até agora acumula apenas dívidas. Depois de tentativas de acordo nas últimas semanas, e dias antes do vencimento da quarta prestação, a equipe paranaense decidiu entrar na Justiça.

A diretoria alvinegra chegou a sugerir o empréstimo de atletas como forma de abater a dívida com o Coxa, mas a proposta não foi aceita. Uma das possibilidades era a transferência do meia Guilherme, mas ele rechaçou essa hipótese e só topou a transferência para o Atlético-PR. Diretor de futebol do Coritiba, Alex Brasil chegou a viajar a São Paulo para tratar do débito, mas não obteve sucesso. O assunto, sem seguida, passou a ser discutido pelos departamentos jurídico e financeiro dos clubes.

Além das parcelas já vencidas, o Coritiba acrescentou na conta as duas parcelas que ainda não venceram, de maio e junho. A dívida passa de R$ 1,3 milhão envolvendo os valores e também os juros da negociação. O Coritiba pede que a Justiça realize a penhora de bens do Corinthians caso não haja pagamento. Oficialmente, nenhuma das partes comenta o caso.

Kazim tem apenas 13 jogos com a camisa do Corinthians, mas conquistou o carinho da Fiel torcida por conta das declarações e comportamento extra-campo. Ele deve ficar no banco na final do Campeonato Paulista, neste domingo, na Arena.





E MAIS: