Dívida global do Cruzeiro recua, mas resultado líquido segue preocupante; veja números do balanço

Lucas Humberto
·1 minuto de leitura
MG - Belo Horizonte - 11/04/2021 - MINEIRO 2021 - CRUZEIRO X ATLETICO MG Foto: Alessandra Torres/AGIF

Melhora? O balanço financeiro do Cruzeiro referente ao ano de 2020 mostrou que a dívida global ficou em R$ 897 milhões, ou seja, recuou com relação aos anos anteriores. Contudo, o documento também apresentou o segundo pior resultado líquido da história: R$ 226,5 milhões no ano passado. 

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola

No cálculo foram incluídas as contingências (na casa dos R$ 60 milhões positivos) e também o acordo com a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (R$ 152 milhões negativos). Isso significa que o resultado líquido é um pouco diferente do 'resultado real', que chegaria a R$ 262 milhões negativos em 2020. Vale ressaltar que o acordo com a PGFN permitiu que a dívida global regredisse com relação aos três primeiros trimestres do ano passado. 

Leia também:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Ainda que seja um resultado líquido desastroso, está longe dos números apresentados em 2019, quando o clube registrou R$ 394 milhões negativos. No entanto, a dívida a curto prazo é preocupante: R$ 327 milhões devem ser pagos em um ano.

Os gastos do time mineiro totalizam R$ 250 milhões em 2020, ou seja, são valores menores que nos dois anos anteriores, embora as quantias sejam maiores que as apresentadas em 2016 e 2017, quando o clube estava na Série A do Brasileirão. O Cruzeiro também teve importante decrescimento em alguns setores, sendo: venda de atletas (de R$ 108 milhões para R$ 23 milhões), televisão (de R$ 103 milhões para R$ 40 milhões) e bilheterias (de R$ 18 milhões para R$ 1 milhão).

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.