Como cuidar de você quando as notícias sobre o mundo são aterrorizantes

Marcela De Mingo
·5 minuto de leitura
Conceptual of bad condition of broken hearted, sadness, loneliness or depress woman.
Manter-se atualizado sobre os assuntos do mundo é importante, mas fazê-lo à custa da sua saúde mental não vale a pena (Foto: Getty Creative)

É possível que você tenha passado por isso em março do ano passado: com o anúncio da quarentena, ainda sem entender muito bem o que era o coronavírus, a maior parte das pessoas se voltou para a internet, a única janela para o mundo exterior que, de fato, explicava o que estava acontecendo com o mundo.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Pois bem, mudamos de ano, a pandemia de coronavírus continua acontecendo e as notícias para esse começo de 2021 não são das mais animadoras. Entre mudanças econômicas, como a saída da Ford do Brasil, às políticas, tal qual o ataque ao Capitólio, nos Estados Unidos, parece que não temos um segundo de folga que seja para recuperar o fôlego e aprender como mensurar o impacto que as notícias têm na nossa saúde mental.

Ao mesmo tempo, se tem uma coisa que aprendemos com 2020 foi a importância de cuidar de si mesmo para garantir uma rotina minimamente equilibrada. Mas como isso é possível? Entrar no Twitter ou nos Stories do Instagram gera uma ansiedade absurda em muita gente, mas, ainda assim, é preciso compreensão sobre o que acontece no Brasil e no mundo. Veja, a seguir, algumas ideias sobre como cuidar de você quando as notícias sobre o mundo são aterrorizantes:

Leia também

1.Monitore o seu tempo de tela

Não precisamos lembrar sobre a importância de passar algum tempo fora do computador e do celular, certo? Mais essencial do que isso, talvez, seja lembrar que, se você não consegue largar as redes sociais e as notícias por um tempo, no mínimo limite o período que passa online. Coloque um timer ou um alarme no seu celular para lembrar a hora de parar ou de alguma tarefa que precisa ser feita (e não pode ser adiada).

Você também pode controlar o formato como consome notícias. Por exemplo, ler sobre um caso de violência pode ter um efeito menor na forma como você se sente do que ver um vídeo sobre um mesmo assunto - e das duas formas você se informa sobre o que aconteceu. Lembre-se, inclusive, que vídeos de violência explícita não precisam ser compartilhados nas redes sociais - se fazem mal a você, com certeza fazem também às outras pessoas. Busque a maneira que você se sente mais confortável em consumir conteúdos importantes sobre o país e o mundo.

No mais, uma dica preciosa é: qualquer que seja a sua escolha em relação ao uso de redes sociais e leitura de notícias, evite qualquer contato por, pelo menos, 30 minutos antes de dormir. Muitas vezes, as dificuldades de sono acontecem pelo agito interno causado pela leitura de notícias em excesso.

2.Cuide das suas necessidades básicas

Se você está estressado e ansioso pelo estado do mundo agora, não dormir ou comer mal não vai tornar essa questão menos complexa ou diminuir os efeitos que tem no seu corpo e na sua mente. Por isso, concentre-se em sanar as suas necessidades básicas o melhor que puder. Responda às seguintes perguntas:

  • Eu tomei água o bastante hoje?

  • Eu comi relativamente bem hoje?

  • Eu movimentei o corpo de alguma forma? (Fazendo exercícios físicos ou um alongamento simples?)

  • Eu tenho dormido o suficiente?

Se você respondeu "não" à maioria dessas perguntas é o momento de buscar mudar essa situação, mesmo que você precise colocar um lembrete no celular para levantar da cadeira e alongar as pernas ou tomar um copo de água de tempos em tempos.

3.Seja seu amigo

É quase inevitável sentir algum nível de desconforto quando algo que você considera ruim acontece. Por isso, seja seu próprio melhor amigo e aceite que essas oscilações de humor podem acontecer - não brigue com elas ou se sinta mal por isso! O essencial é não se deixar levar completamente por essas mudanças de humor - e, caso isso aconteça, lembre-se que é possível buscar ajuda profissional -, mas aceite que elas podem acontecer e procure colocar o seu foco em outras coisas ao invés de permitir que o assunto cresça na sua mente. Faça tarefas mecânicas (tipo lavar a louça), complete uma atividade do trabalho ou até converse com alguém próximo sobre outros assuntos para dar respiro aos seus pensamentos. Falando nisso...

4.Respire

Está com dificuldades de concentração ou ansiedade por conta das notícias? Lembre-se de respirar. Muitos estudos científicos explicam como colocar o foco na respiração ajuda você a sair de um estado ansioso ou de uma espiral de pensamentos ruins. Uma técnica simples e de fácil aplicação é esta: inspire por 4 segundos, segure a respiração por mais 4 seguros e expire por 8 segundos. Uma repetição de 3 respirações nesse esquema já ajuda você a recobrar um pouco mais de presença e clarear a mente.

5.Olhe para o contexto

É fácil pensarmos que tudo está, de fato, aterrorizante, mas é importante equilibrar as notícias complexas com as leves e reconhecer que também existem coisas boas acontecendo, coisas pelas quais você é grato. Se ler as notícias do dia é importante para você, busque, mais uma vez, equilíbrio: informe-se a partir de meios de comunicação que noticiam tanto o ruim, quanto o bom.

6.Engaje de forma positiva com o mundo ao seu redor

No mais, faça a sua parte para tornar o mundo um lugar melhor. Use as sensações que você tem sentido como um catalisador para fazer boas ações da melhor maneira que pode. Se grandes empresas estão agindo de uma forma que você não concorda, incentive pequenos produtores, produtores locais ou até amigos próximos que estão começando um pequeno negócio. Colabore com causas que você acredita, mesmo que apenas divulgando o trabalho de organizações ativistas. Use as redes sociais para se conectar com as pessoas que você gosta, mande mensagens de apoio ou de incentivo para amigos, acompanhe pessoas que você, realmente, admira, enfim, pesquise como você pode fazer o mundo um pouco melhor todos os dias.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube