Cuidado com a saúde bucal para o esportista profissional ou o amador

Vida e Tal
·2 minuto de leitura


Engana-se quem pensa que a odontologia é responsável apenas por sorrisos bonitos e dentes brancos. A saúde bucal está associada diretamente com a saúde de ordem geral. Diversas doenças sistêmicas, aquelas que eventualmente afetam todo o organismo, podem ter origem em infecções orais. Os atletas, profissionais ou não, devem estar ainda mais atentos a essa condição, pois exigem mais do seu corpo e necessitam de atenções especiais à saúde.

Uma boca saudável pode evitar diversas doenças e a prevenção se faz necessária com um bom acompanhamento odontológico melhorando a performance de atletas profissionais e amadores. É necessário ter cuidados com a higiene bucal, a deficiência no simples procedimento da escovação pode ocasionar cárie, gengivite, doença periodontal, halitose (mau hálito) e outras doenças, que podem evoluir para problemas mais graves, em alguns casos, para um quadro infeccioso generalizado.

Dentes e gengivas saudáveis são fundamentais ao bem-estar do corpo do esportista. Segundo a dentista Renata Horn é importante que se crie uma rotina de higiene bucal, escovando os dentes após as refeições e antes de dormir, realizando esta limpeza de uma forma mais efetiva, utilizando também o fio dental para que não fique nenhum resíduo de alimentos entre os dentes. Em alguns casos, o uso de enxaguante bucal também é recomendado. Escolha uma boa escova de dentes, que deve ser trocada a cada três meses ou quando suas cerdas estiverem deformadas.

E para ter um belo sorriso depende não apenas da saúde e da beleza dos dentes, existem outros fatores que também colaboram como: o tamanho proporcional dos dentes, os lábios e a gengiva e pode ser conquistado de maneira rápida através de procedimentos cirúrgicos para a estética bucal. Em clínicas, tem se realizado a chamada cirurgia do sorriso gengival. Nos últimos meses, houve um aumento da procura por este procedimento, que é uma cirurgia altamente inovadora, a qual chamamos de "reposicionamento labial", dando ao paciente maior simetria facial, pois essa alteração estética atinge em média 14% das mulheres e 7% dos homens, provocando diminuição da autoestima de muita gente. Trata-se de uma cirurgia que exige atenção, cuidado e dedicação no pós - operatório e ter seu sorriso completamente transformado.