Cuiabá martela, mas fica no empate sem gols com a Chapecoense pelo Brasileirão

·3 min de leitura


Medindo forças em partida adiantada da 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, Cuiabá e Chapecoense entraram em campo na noite desta quinta-feira na Arena Pantanal. Melhor em campo em boa parte do confronto, o Dourado bem que tentou de todas as formas, mas acabou ficando no 0 a 0 com o Verdão do Oeste para frustração da torcida que marcou presença nas arquibancadas.

Com o resultado, a equipe comandada por Jorginho chegou aos 39 pontos, porém estacionou na 9ª colocação. Já o time comandado por Felipe Andres, por conta de mais um tropeço, seguiu na lanterna, porém agora com 14 pontos somados.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Cuiabá pressiona no início

Fazendo valer o fator casa, a equipe do Cuiabá não queria saber de ser surpreendida pelo adversário e tratou de ir para cima desde os primeiros minutos. Entretanto, mesmo com maior posse de bola, esbarrava na forte marcação que a Chapecoense fazia em seu campo de defesa, impedindo que a dupla de ataque Elton e Felipe Marques encontrasse espaços para finalizar.

Após muita insistência, finalmente o Dourado conseguiu sua primeira finalização. Aos 15 minutos, Yuri Lima dominou na entrada da área e mandou uma bomba, mas acabou parando na boa defesa do goleiro Keiller.

Chape responde, mas donos da casa ainda eram melhores

Com o passar do tempo, a equipe de Felipe Endres foi tentando equilibrar um pouco mais as ações em campo. Sendo assim, em duas boas oportunidades, assustou o goleiro Walter, principalmente na finalização em cobrança de falta de Matheus Ribeiro, quase surpreendendo o camisa 1.

Por outro lado, quando descia com velocidade, o time de Jorginho mostrava que não estava disposto a manter o placar zerado. Aproximando do final do primeiro tempo, Elton acabou sendo travado por Busanello impedindo que o atacante conseguisse mandar para o gol.

Pressão seguia

Não muito diferente de como foi na etapa inicial, o Cuiabá adotou a mesma postura no início do segundo tempo. Até meados dos 10 minutos, teve duas boas oportunidades de inaugurar o marcador, sendo elas com Max e Rafael Gava, porém acabaram saindo por muito pouco.

Após algumas tentativas frustradas, o Dourado seguiu insistindo. Desta vez, Paulão e, novamente ele, Rafael Gava, assustaram Keiller, obrigando o arqueiro a fazer bonita defesa no arremate do meia. Percebendo que era hora de mexer, Jorginho então colocou Jenison e Jonathan Cafu na esperança de balançar as redes.

Equipe catarinense melhora na reta final

Com o jogo em aberto, não somente Jorginho, mas também Felipe Endres resolveu recuar para seus suplentes. Realizando algumas modificações, a Chape mostrou que, mesmo na lanterna, não estava disposta a sair de campo com mais um revés e passou a buscar mais seu campo de ataque quase marcando com Lima, mas a bola do meio-campista acabou indo para fora.

Até os acréscimos, o duelo passou a ficar um pouco mais equilibrado. Com o famoso lá e cá, as oportunidades dos dois lados eram muitas, sendo a melhor delas com Osman, que acabou cabeceando por cima do gol para frustração do atleta e da torcida, dando a deixa para o árbitro encerrar momentos depois do duelo na Arena Pantanal.

FICHA TÉCNICA
CUIABÁ 0x0 CHAPECOENSE

Data e horário: 04/11/2021, às 21h (de Brasília)
​Local: Arena Pantanal, em Cuiabá (MT)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (CBF-MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (FIFA-MG) e Marcus Vinicius Gomes (CBF-MG)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (CBF-SP)

Cartões Amarelos: Osman, 31'/2ºT; Matheus Ribeiro, 49'/2ºT

CUIABÁ: Walter; João Lucas, Alan Empereur, Paulão e Uendel; Yuri Lima, Pepê (Uillian Correia, aos 26'/2ºT), Rafael Gava (Jonathan Cafu, aos 15'/2ºT) e Max (Osman, aos 26'/2ºT); Elton (Jenison, aos 15'/2ºT) e Felipe Marques (Danilo Gomes, aos 37'/2ºT).
(Técnico: Jorginho)

CHAPECOENSE: Keiler; Matheus Ribeiro, Joílson, Ignácio e Busanello; Moisés Ribeiro (Alan Santos, aos 29'/2ºT), Anderson Leite (Ezequiel, aos 25'/2ºT) e Denner (Marquinho, aos 29'/2ºT); Henrique Almeida (Ronei, aos 25'/2ºT), Kaio Nunes (Lima, aos 14'/2ºT) e Marques.
(Técnico: Felipe Endres)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos