Cuiabá cresce de produção com torcida e já pode igualar vitórias do 1º turno

·2 min de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 20.11.2013 - O técnico Jorginho, atualmente treinador do Cuiabá. (Foto: Júlia Chequer/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 20.11.2013 - O técnico Jorginho, atualmente treinador do Cuiabá. (Foto: Júlia Chequer/Folhapress)

BRAÇO DO NORTE, SC (FOLHAPRESS) - O Cuiabá busca conquistar, em jogo com a Chapecoense às 21h desta quinta-feira (4), sua terceira vitória na Arena Pantanal no returno do Campeonato Brasileiro e, assim, igualar o número de triunfos que teve em casa durante todo o primeiro turno, mas agora com três jogos a menos.

Na etapa inicial da competição, a primeira vitória na Série A só veio na quinta tentativa como mandante, no 2 a 1 sobre o Atlético-GO. Tratou-se de confronto atrasado da terceira rodada, já que a Arena Pantanal foi cedida à Copa América, e o Cuiabá precisou adiar partidas e passar um mês atuando só fora de casa.

Depois de mais dois jogos em Mato Grosso, ambos sem vitória, o time bateu o Athletico-PR por 1 a 0 em casa e conquistou sobre o Santos, já na última rodada do primeiro turno, sua terceira vitória como mandante em dez jogos —como visitante, só venceu uma outra vez, o Palmeiras, no 2 a 0 em pleno Allianz Parque.

Agora no returno, o time mato-grossense já soma três vitórias, duas delas em casa, sendo a mais recente a da última segunda-feira (1º), o 1 a 0 sobre o Red Bull Bragantino, com direto a gol salvador já nos acréscimos. "Foi uma vitória emblemática", resumiu o técnico Jorginho.

Nesta segunda parte do Brasileiro, foram só cinco jogos como mandante, quatro deles já com os torcedores de volta às arquibancadas, após a flexibilização das medidas de combate à pandemia, o que parece, aliás, ter motivado o time para chegar a esta nova fase em casa.

Com público na Arena Pantanal, o aproveitamento do Cuiabá é de 58,3%, com duas vitórias, um empate e uma derrota no período. Antes, nos 11 jogos com portões fechados, o percentual foi de 39,4% —com quatro empates e quatro derrotas, além das três vitórias já citadas.

O time tenta agora aproveitar o embalo caseiro para encaminhar a permanência na elite do futebol e, quem sabe, já sonhar com metas mais ousadas. Hoje, o Cuiabá aparece na décima colocação, com 38, mais próximo do G-6, aberto pelo Corinthians, com 44, do que do Z-4, inaugurado pelo Bahia, com 30.

Já a Chape, adversária da partida adiantada da 31ª rodada, não pode se dar ao mesmo luxo. É a lanterna, com só 13 pontos, e aparece também em última colocada seja como mandante ou visitante. Serve de consolo na visita ao Cuiabá, no entanto, o fato de sua única vitória até aqui ter sido conquistada fora.

Estádio: Arena Pantanal, em Cuiabá (MT)

Horário: 21h (de Brasília) desta quinta-feira (4)

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (FIFA-SP)

Transmissão: Premiere

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos