Cueva fica sem contrato no México: quais as opções do peruano ex-Santos e São Paulo?

Goal.com

Tudo indica que este é o fim da linha de Christian Cueva no Pachuca, do México. Com a crise do coronavírus Covid-19, o clube está buscando diminuir a folha salarial e não deve renovar com o peruano, que tem um salário de 40 mil dólares por mês, conforme apurado pela Goal.

Assim, com contrato válido até o final de junho, o jogador ficará livre no mercado para assinar com qualquer clube. A notícia foi confirmada pelo próprio atleta, em live em sua conta no Instagram, mesmo que ainda exista uma possibilidade dos Tuzos renovarem com o meia.

Cueva, que já declarou na imprensa que gostaria de retornar ao São Paulo, ainda tem sua situação monitorada pelo Santos, segundo informações da Gazeta Esportiva: o peruano tem pendências a acertar com o Peixe e com o Krasnodar, da Rússia.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O destino do jogador, no entanto, não deve ser o Brasil. Segundo o noticiário mexicano, o meia interessa a Juan Román Riquelme, novo presidente do Boca Juniors, que lhe teria prometido uma vaga no clube argentino.

O peruano poderia chegar para substituir Alexis MacAllister, craque do time xeneize, que deixou a equipe de vez após ser vendido ao Brighton, não conseguir visto de trabalho e ser emprestado ao próprio Boca para continuar jogando.

No entanto, os argentinos também enfrentam a concorrência de outros clubes: segundo o El Bocón, jornal esportivo do Peru, Cueva também recebeu propostas da Europa e foi sondado pelo Alianza Lima, onde já brilhou.

Ricardo Gareca, treinador da seleção peruana, no entanto, quebrou a expectativa do clube de contar com o jogador, afirmando que o meia deve preferir permanecer jogando fora de seus país.

Leia também