Cueva e Araújo criam, desarmam e buscam gol em último rival tricolor

Bruno Grossi

Que o ataque do São Paulo vive grande fase, com 29 gols em 12 partidas na temporada, não é mais novidade. Mas o estilo agressivo imposto pelo técnico Rogério Ceni também faz com que os jogadores mais ofensivos tenham importância na marcação. Tanto é que Cueva, na Copa do Brasil, e Luiz Araújo, no Campeonato Paulista, são os maiores ladrões de bola da equipe ao mesmo tempo em que são a dupla que gera mais gols para o Tricolor em 2017.

O peruano tem cinco tentos marcados e quatro assistências, sendo duas para Araújo marcar. O atacante também balançou as redes cinco vezes, mas está na frente por uma assistência - uma das cinco foi para o camisa 10 e companheiro de ataque. A parceria, então, gerou diretamente 16 dos 29 gols são-paulinos.

Essa eficiência aparece também nos desarmes. No Paulistão, Araújo jogou sete partidas e conseguiu roubar a bola 19 vezes, empatado com o lateral-direito Buffarini na liderança do quesito. Já na Copa do Brasil o líder é Cueva, com nove desarmes em três jogos. Somando as duas competições oficiais do ano - o que exclui a Florida Cup -, Araújo lidera com 25 desarmes em nove atuações, enquanto o armador tem 14.

Os dois ainda lideram o quesito assistências para finalizações - que não necessariamente resultam em gols. Cueva tem 20 no total, contra 15 de Araújo. E esses números deixam o moral da dupla elevado para atingir mais uma marca expressiva no São Paulo, às 16h deste sábado, contra o Palmeiras. A partida é válida pela oitava rodada do Paulistão.

Os alviverdes são os únicos rivais que ainda não foram vazados por Cueva e Araújo. O peruano enfrentou o Corinthians três vezes, com dois gols e três assistências, enquanto pegou o Santos em duas ocasiões, com um gol e uma assistência. Araújo encarou o Peixe duas vezes e marcou dois gols, já os corintianos foram adversários também em duas ocasiões e levaram um tento.

Cueva nunca enfrentou o Palmeiras. Araújo jogou 75 minutos da derrota por 2 a 1 no segundo turno do Campeonato Brasileiro do ano passado, também no Allianz Parque. Chance de ouro para a dupla de ouro do Tricolor.









E MAIS: