Cuca, do Santos, participa de negociações de Veríssimo e Luan: 'Sem eles, chance cai'

Arthur Faria
·2 minuto de leitura


O ano está acabando, mas a dor de cabeça de Cuca continua em relação à zaga principal do Santos. O Peixe pode começar 2021 sem Lucas Veríssimo, que negocia sua ida ao Benfica, de Portugal, e sem Luan Peres, cujo contrato de empréstimo termina daqui três dias. Ele pertence ao Brugge, da Bélgica.

Com a transição da nova diretoria, Cuca também participa das negociações e tentou convencer o Benfica a esperar a definição da Copa Libertadores e o Brugge de estender o contrato de Luan até fevereiro.

O novo presidente Andres Rueda, inclusive, já garantiu em entrevista à Rádio Bandeirantes a permanência de Veríssimo até o fim de janeiro, quando termina a Libertadores.

- Temporada continua. Sono diminui, mas trabalho aumenta. Não tenho equipe na mão para trabalhar. Meu adversário contrata Boselli e Pavón, eu não tenho a minha equipe que tenho hoje. Iminência de perder Lucas Veríssimo e Luan Peres. Falamos com jogador e empresário dia e noite. Com eles tenho uma chance, tenho 50% de chance com eles. Sem eles, chance cai. Luan é tão importante quanto Veríssimo. Isso me causa trabalho muito grande. Não tenho vergonha de falar com a nova diretoria para não medirmos esforços de ficar com os dois - explicou o treinador.

>> VEJA A TABELA DO BRASILEIRÃO SÉRIE A

- Não podemos comprar o Luan Peres agora? Eu sei, mas podemos fazer o time do Luan Peres entender que é vitrine nesse mês que acaba. Jogador quer ficar a todo custo, remou e como vai sair? Quaresma trabalha, está tentando, e eu conto com eles. Nossa responsabilidade não diminui sem esses jogadores. Santos é o Santos com ou sem. E com eles, temos chance maior, de 50% - acrescentou Cuca.

Se o Santos estiver desfalcado da dupla, Cuca deve utilizar Luiz Felipe e Laércio. Outras opções no elenco são Alex Nascimento, Wagner Leonardo e Derick.

O Santos terminou 2020 na oitava colocação do Brasileiro e na semifinal da Libertadores. O primeiro compromisso do ano que vem será no torneio continental contra o Boca Juniors, no próximo dia 6 de janeiro, em Buenos Aires, pelo jogo de ida do torneio continental.