Cuca pede 10 dias para colocar ' casa em ordem' e diz: 'podem me cobrar'

Valinor Conteúdo
·1 minuto de leitura


Um resultado negativo em um clássico como Cruzeiro e Atlético-MG pode ter efeito de longo prazo em um trabalho. Seja qual for o lado. Como o Galo saiu derrotado, o alvinegro teve maior cobrança, pois tem um elenco estelar e era favorito diante da Raposa.

E, um dos alvos dos atleticanos foi o técnico Cuca, que alterou a escalação, tirando Zaracho e colocando Tchê Tchê no meio de campo. O treinador admitiu que o time azul soube buscar mais a vitória (1 a 0, gol de Airton) e pediu prazo para colocar a casa em ordem até a estreia na Libertadores, dia 21 de abril, na Venezuela, contra o Deportivo La Guaira.

-Podem me cobrar daqui 10 dias, que é o tempo da chegada garante que, na Libertadores, haverá evolução. Torcedor do Galo deve estar querendo entrar na TV pra me pegar. E com toda razão. Eu, no lugar dele, também estaria puto. Por tudo que se criou na semana, no favoritismo, que não foi falado por nós, mas era explícito, pela imprensa, por todos, pelo investimento que temos. Se ninguém jogou bem, a culpa é do treinador-disse Cuca, que lamentou o revés no Mineiro, mas focou nas competições mais importantes do calendário.

- A derrota é horrível, fica, mas iremos tirar lições disso. Temos coisas importantes. O Mineiro é importante, mas o Brasileiro, a Libertadores, são importantíssimas. Se tiver esse tipo de atitude que tivemos hoje, a comando meu, e o erro é meu, não iremos ganhar nada. A partir de um jogo igual esse, irei dirigir meu trabalho, em termos de cobrança, determinação. A culpa é minha e o culpado, a partir de amanhã, irá trabalhar ainda mais forte-completou.